Orçamento do Estado transfere mais de 90 milhões de euros para as autarquias algarvias

A proposta de Orçamento do Estado de 2019 apresentada pelo Governo prevê a transferência de um total de 92,5 milhões de euros para as autarquias algarvias.

A fatia de ‘leão’ cabe, como é habitual, às câmaras municipais, que deverão ver entrar nos seus cofres, por esta via, pouco mais de 85 euros, mais 1,4 milhões de euros ao que constava no OE deste ano.

A verba maior vai para a Câmara de Silves (pouco mais de 9 milhões de euros), seguindo-se as de Faro e Olhão, cada uma delas com 7,6 milhões.

Tavira e Monchique têm dotações de 7 milhões, Alcoutim garante 6,5 e Loulé 6,2 milhões de euros. No meio da tabela surge o Município de Portimão, que vai receber 5,2 milhões, seguido por Aljezur (4,6), Albufeira (4,2), S. Brás de Alportel (3,9), Lagos (3,4) e Castro Marim (3,3).

Os três últimos lugares são ocupados por Lagoa (3,2), Vila do Bispo (3) e Vila Real de Sto. António (2,7 milhões de euros).

Para as juntas e uniões de freguesias algarvias, o OE prevê a distribuição de 7, 3 milhões de euros, um aumento de 5,4% em comparação com este ano.

As freguesias que mais dinheiro vão ter ao seu dispor são as de Faro – Sé e S. Pedro (383.751 euros) e a de Portimão (340.670 euros). As que recebem menos são as de Barão de S. Miguel, no concelho de Vila do Bispo (28.136 euros), Santa Luzia, em Tavira (34.289 euros) e Ferragudo, no concelho de Lagoa (35.970 euros).

 

Leia também:

21 ofertas de emprego para a Câmara de Portimão

Câmara de Lagoa dá subsídio de natalidade de 2 mil euros

Câmaras contratam empresas para irem cobrar milhões ao fisco

(Visited 138 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.