Companhia João Garcia Miguel e Mário Laginha juntos em Loulé

pub

O Cine-Teatro Louletano recebe a 27 de setembro, pelas 21h30, em estreia no sul do país, a peça de teatro que recupera questões da tragédia como a redefinição de “Medeia” e do papel da mulher no tecido social, levada a cena pela Companhia João Garcia Miguel em conjunto o pianista Mário Laginha.

A peça “Medeia” tem texto de Francisco Luís Parreira a partir da tragédia homónima de Eurípides, é interpretada por Sara Ribeiro e David Pereira Bastos, com direção e encenação de João Garcia Miguel, contando com música original de Mário Laginha, interpretada ao vivo.

A Companhia João Garcia Miguel põe em evidência a relação entre o passado e o futuro e levanta questões que considera estarem subjacentes à obra de Eurípides – o papel do feminino e a perda do seu poder simbólico, com a transição de uma sociedade matriarcal para outra, de caráter patriarcal, a redefinição do tecido social e político, que daí advém, e a transparência das relações interpessoais, além de entre outras questões que se prendem com a emigração e o estatuto do refugiado. “É neste sentido que a obra mantém atualidade e pertinência” no mundo contemporâneo, escreve a companhia no texto de apresentação.

Leia também:

Quatro ofertas de emprego para Câmara algarvia

18 ofertas de emprego para Câmara algarvia

Nove ofertas de emprego público

(Visited 71 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub