Loulé acolhe trabalhos premiados de fotojornalismo

pub
pub
pub
pub

Foi inaugurada esta sexta-feira, 7 de agosto, na Galeria de Arte do Convento do Espírito Santo, em Loulé, a exposição de fotografia “Prémio Estação Imagem 2020 Coimbra”, o principal certame internacional de fotojornalismo que se disputa anualmente em Portugal desde 2010. Acolhe também candidaturas de fotojornalistas dos PALOP e da Galiza, e dos fotojornalistas portugueses aí residentes.

O fotojornalista José Sarmento Matos foi o grande vencedor desta 11ª edição. Trata-se de uma reportagem em torno dos dramas de uma família luso-venezuelana na sua migração de regresso a Portugal com imagens obtidas na Madeira e naquele país do Caribe mergulhado numa profunda crise humanitária.

Para Fotografia do Ano, a escolha dos jurados foi para uma foto de Leonel de Castro obtida durante uma reportagem na cidade da Beira, em Moçambique, na sequência da destruição provocada pelo furacão Idai. O fotojornalista da Global Imagens obteve também o prémio na categoria Assuntos Contemporâneos e ainda uma menção honrosa na categoria Vida Quotidiana, cujo prémio foi atribuído a Gonçalo Fonseca.

Nas restantes cinco categorias, o júri internacional premiou os fotojornalistas Rui Duarte Silva/Notícias, Ana Brígida/Artes e Espetáculos, Carlos Folgoso Sueiro/Ambiente, António Pedro Santos/Série de Retratos e Rodrigo Antunes/Desporto. A Bolsa Estação Imagem 2020 Coimbra foi este ano atribuída ao fotojornalista Ricardo Lopes, que se propõe desenvolver um trabalho sobre as tradições rurais e conhecimento popular no interior do país, que caminham para o desaparecimento com uma população envelhecida e dispersa.

A mostra pode ser visitada até 12 de setembro, no seguinte horário: de terça-feira a sábado, das 10h00 às 16h30.

LEIA TAMBÉM:

A luta pela sobrevivência dos negócios portimonenses

Covid-19: Algarve tem 252 casos ativos

Duas ofertas de emprego público para Câmara algarvia

(Visited 12 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub