StartUp Portimão: Uma ‘fábrica’ de projetos e empresas

(1ª parte de uma reportagem inicialmente publicado no Portimão Jornal, que pode ler na edição impressa ou online, aqui)

De portas abertas há pouco mais de três anos e meio, a StartUp Portimão tem funcionado, ao longo deste período, como a ‘casa-mãe’ de muitos empreendedores e empresários.

A incubadora resulta de uma iniciativa da Câmara Municipal, em parceria com a empresa Territórios Criativos, que a gere.

Nesta altura encontram-se instalados naquele espaço 22 projetos, nas áreas da energia, mobilidade, turismo, governança e qualidade de vida, envolvendo um total de 29 postos de trabalho.

Uma das responsáveis dos Territórios Criativos é Teresa Preta, que faz “um balanço muito positivo do trabalho desenvolvido”. Lembra que, no início surgiram muitas críticas pelo facto da incubadora se instalar no Autódromo Internacional do Algarve, a vários quilómetros do centro da cidade. No entanto, essa circunstância “não teve qualquer tipo de consequências negativas, antes pelo contrário”.

Os pedidos de empreendedores para aí se instalarem surgiram desde o princípio, tendo, em várias fases, a capacidade ficado praticamente esgotada. Por outro lado, têm sido feitos contactos muito proveitosos e até várias sinergias com empresas que participam em eventos ou provas do Autódromo e que, por ali se deslocarem, ficam a conhecer a StartUp e os empreendedores que nela trabalham.

A lógica de Teresa Preta e dos seus colegas tem sido “a formação de parcerias não só com outras incubadoras, empresários e empresas, como com entidades públicas e instituições de ensino”. Isso implica “não ficarmos fechados nas instalações físicas, mas também avançarmos com iniciativas de envolvimento da comunidade”.

Uma delas intitula-se “Empreendedorismo nas escolas” e já chegou a 314 alunos de 14 turmas de estabelecimentos de ensino do concelho.

Essa e outras atividades encontram-se, atualmente, suspensas devido à crise pandémica que atravessamos. No entanto, continuam a ser desenvolvidas ações de formação e de contacto entre empreendedores, usando para o efeito, essencialmente, meios de comunicação digital.

Um deles, que até esteve para ser cancelado, um ‘Bootcamp’ (ação de formação intensiva), revelou-se um “grande sucesso”, uma vez que envolveu empreendedores de vários pontos do globo, tendo daí resultado diversos pedidos para instalação de projetos internacionais.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Mais 500 casos e 5 mortes no Algarve

13 ofertas de emprego para Câmara algarvia

Veja onde vai estar a PSP com o radar

(Visited 133 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev