Mudanças na iluminação dão poupança de um milhão

Pelas contas da Câmara de Lagoa, a estratégia que, desde 2014, tem vindo a seguir de substituição das tradicionais luminárias de vapor de mercúrio, vapor de sódio e iodetos metálicos por tecnologia LED já resultou numa poupança de cerca de um milhão de euros em custos com a iluminação pública.

Em 2021 foram substituídas luminárias em mais três zonas do concelho, denominadas por Parchal Fase II, Parchal Fase III e Lagoa Fase IV, tendo, com estas intervenções, coberto 26% do concelho por tecnologia LED.

O material colocado funciona em regime de regulação que permite que a iluminação pública diminua durante o período da noite, através da redução da potência, reduzindo, também, o consumo. 

Ao longo deste ano, a autarquia lagoense vai avançar com a requalificação da rede de iluminação pública em mais três zonas do concelho, denominadas por Ferragudo Fase III, Estômbar Fase III e Porches Fase III, continuando a investir na poupança da iluminação pública. 

O presidente da Câmara, Luís Encarnação, diz que “este é daqueles grandes investimentos que o Município faz, que tem pouca visibilidade, mas que é de extrema importância. Só daqui a uns anos é que nos vamos aperceber do quão importante foi este investimento para contribuirmos para um planeta cada vez mais sustentável”.

LEIA TAMBÉM:

Terreno situado junto ao Mercado de Portimão deixou de ter barracas

Mulher morre na praia

Ofertas de emprego no Algarve

(Visited 55 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev