Câmara de Portimão avança com queixa-crime contra político da oposição

pub
pub

A presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, deu ordem aos serviços jurídicos da autarquia para avançarem com uma queixa-crime ao Ministério Público contra o representante do PSD nas cerimónias do 25 de Abril, Carlos Bicheiro.

Foi a própria presidente que fez o anúncio público desta decisão, no decorrer da sessão desta Quarta-feira (11 de Maio) da Assembleia Municipal.

Em causa está uma parte do discurso proferido por Carlos Bicheiro, em que afirmou haver “fraude nas contas do município”, explicou Isilda Gomes.

A autarca justifica que “nunca poderia tolerar que esta acusação de fraude continuasse em branco”. Considera normal que haja pontos de vista diferentes sobre a forma como tem gerido a Câmara, mas dizer-se que “houve fraude nas contas, isso nunca, é intolerável”. Portanto, e até porque “isto já cheira mal”, entende que quem faz tal tipo de acusações deve agora explicar ao Ministério Público as razões que o levaram a isso, de forma a que tudo fique esclarecido.

Na sua intervenção o deputado municipal e presidente da comissão concelhia de Portimão do PSD, Hélder Renato, embora não tenha utilizado a palavra “fraude”, usou expressões fortes para dizer o que pensa das contas de 2015, que estavam em discussão. O líder local dos social-democratas falou em “sobre-avaliações”, “engenharia financeira” e “inverdades” e manifestou dúvidas em relação em alguns elementos essenciais que constam nos documentos.

Sobre a decisão de Isilda Gomes de avançar com uma queixa-crime contra um elemento do seu partido, na sessão, Hélder Renato optou por não reagir directamente e, ao ‘Algarve Marafado’, disse não lhe competir pronunciar-se sobre “questões do foro particular”, pois num estado de Direito democrático cada cidadão toma as posições que entende sobre este tipo de matérias.

A seguir: Servir Portimão vai mesmo avançar com uma auditoria financeira às contas da Câmara

Leia também:

“Não retiro uma única palavra ao que disse”

Oposição garante que a situação financeira da Câmara não saiu do vermelho

Isilda Gomes desafia a oposição a propor uma auditoria independente às contas da Câmara

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 1.346 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.