Cristóvão Norte acusa o Governo de andar em campanha eleitoral autárquica

pub
pub

O deputado social-democrata Cristóvão Norte acusa o Governo de já estar, pelo facto de se aproximarem as eleições autárquicas, “a colocar a máquina do Estado no terreno para criar ilusões que não vai concretizar, ou que se vier a fazer não será nos tempos mais próximos.”

É isso que este eleito algarvio conclui das várias deslocações do ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, à região com diversos anúncios relativos ao recomeço das obras na Estrada Nacional 125.

Na última deslocação o governante também se referiu à possibilidade de extensão da linha ferroviária até ao Aeroporto, deixando a indicação de que tal acontecerá desde que isso não cause constrangimentos ambientais.

Tal manifestação, refere Cristóvão Norte, “faz parecer que é um projecto novo, o qual nasce pela mão deste Governo”. Ora, isso não é verdade, uma vez que “já estava previsto no PETI – Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas preparado pelo anterior Governo, o qual evoluiu para o FERROVIA 2020 – já da autoria deste Governo – e no qual não consta, por opção consciente e deliberada, a ligação ferroviária ao aeroporto.”

O deputado defende que “a ideia de ligação ferroviária ao Aeroporto de Faro é essencial para a mobilidade intra-regional e importante para o turismo, sobretudo num quadro em que cada vez mais os sistemas integrados de transportes são factores decisivos para a competitividade do sector.”

Cristóvão Norte lembra que “temos mais de 7 milhões de passageiros e não temos mecanismos de escoamento minimamente satisfatórios. Estamos muitos passos atrás e isso prejudica a vitalidade da região.”

Para além desta questão, e uma vez que a ser concretizada será a longo prazo, entende que “o Governo deve estudar o melhor traçado a adoptar, se o actual faz sentido – em particular em Faro – e qual o material circulante adequado para os objectivo”.

A juntar a isto, há a questão da electrificação da linha ferroviária algarvia, que, lembra, “é também uma obra prevista no PETI e no FERROVIA 2020, a qual deve avançar e, segundo o que sabe, os prazos que o Governo definiu estão atrasados e, desde já, colocam em causa o cronograma estabelecido, pelo que o Governo deve concentrar-se mais em realizar do que em prometer”.

Leia também:

Deputados do PSD querem suspensão parcial de cobranças de portagens na Via do Infante

Mais de uma centena manifestaram-se contra a degradação dos cuidados de Saúde

(Visited 75 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.