“Quero ter uma vitória esmagadora”

O actual presidente da Câmara de Lagoa, o socialista Francisco Martins, diz estar convencido que vai continuar a ocupar o cargo no próximo mandato, pois está certo de que o PS ganhará as eleições de 1 de Outubro.

Mas o homem que devolveu a Câmara ao PS não quer ganhar por margem curta, as suas expectativas estão bastante elevadas. Na sessão de apresentação dos candidatos do PS às próximas autárquicas, assumiu a ambição de obter “uma vitória esmagadora para que possa sentir que os lagoenses subscrevem aquela que é a estratégia que tenho para o concelho.”

Francisco Martins considera que a equipa de que é o principal responsável cumpriu tudo aquilo com que comprometeu, nomeadamente, ao nível da recuperação económica, da limpeza urbana e do investimento nas infra-estruturas de água e saneamento.

O autarca diz que, quando assumiu funções,  Lagoa “era quase um dormitório do concelho ali ao lado”. Hoje, graças ao trabalho desenvolvido, muita coisa mudou e “é a malta ali do lado que gostava de vir para aqui.”

Ao contrário do que aconteceu quando chegou, em que na Câmara “não havia uma planta, um projecto”, actualmente, “temos projectos e obras que dão para este mandato e para o que vem a seguir” e por isso se recandidata. Caso, como espera, consiga obter a tal “vitória esmagadora”, promete que a sua equipa vai continuar a ter a atitude de “gerir a Câmara como se fosse a nossa casa, a gerir aquele dinheiro como se fosse o nosso dinheiro, a gerir o futuro do concelho como se fosse o nosso futuro, que o é.”

Francisco Martins leva consigo a mesma equipa de vereadores: Nuno Amorim, Anabela Simão e Luís Encarnação, a juntar a alguns elementos que já tinham ido na lista há quatro anos e a alguns mais novos, de forma a “preparar o futuro”.

E garante que “tenho a lista que quero, de que Lagoa precisa e não a lista possível, como o meu adversário. Tenho uma lista de pessoas capazes porque não tenho medo da sombra, não tenho medo que me apunhalem pelas costas, tenho uma auto-estima muito elevada.”

Apesar disso, diz-se vítima de uma campanha que é uma “vergonha”, levada a cabo por alguns elementos da oposição. Foram, acrescenta, “quatro anos muito duros, com ataques pessoais como nunca tinha visto e há 20 e tal anos que ando na política.”

Ainda hoje, “quem tem a paciência de andar no Facebook vê pessoas com responsabilidade, com conhecimento, deputados municipais do PSD a dizer que andámos a gastar o que eles nos deixaram.” Ora, acontece que “eles deixaram-nos 9 milhões de dívida e hoje estamos nos 2 milhões. Deixaram-nos 2 milhões em tesouraria, mal dava para acabar o ano, fechámos o ano passado com 13 e isto tudo fazendo obra.”

No essencial, tal como acontece na Câmara, toda a equipa que o PS apresenta a estas eleições é de continuidade. Para a Assembleia Municipal recandidata-se Águas da Cruz, o actual presidente, o mesmo acontecendo no que diz respeito a quase todas as freguesias. À União de Freguesia de Estômbar e Parchal recandidata-se Joaquim Varela; para a de Lagoa e Carvoeiro repete a candidatura Joaquim João, e para a presidência da Freguesia de Porches, aparece Luís Bentes no topo da lista socialista. Só em Ferragudo é que o candidato não é o mesmo, uma vez que o titular do cargo, Luís Alberto, atingiu o limite legal de mandatos, pelo que dá lugar na lista a Luís Veríssimo.

Lagoa_PS_Francisco_Martins01

  Leia também:

Ofertas de emprego para o Algarve (7 de Julho)

Oferta de emprego para Portimão

Seis ofertas de emprego para autarquias algarvias

(Visited 620 times, 1 visits today)
pub

pub
pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.