‘Plantação’ de traços contínuos contestada

pub

Depois das queixas em Vila do Bispo e Lagos, o resultado das obras de requalificação da Estrada Nacional 125 nos troços já concluídos também é contestado na zona da Guia.

João Cabrita, um empresário com estabelecimento comercial situado nessa zona, diz que na madrugada desta Segunda-feira, 10 de Julho, foi pintado mais um traço duplo contínuo no troço Albufeira – Guia (km 69) a juntar a vários outros na mesma via.

Acontece, critica, que “não foram tomados em consideração os impactes destas marcações, quer para os utentes da referida via, quer para os comerciantes a ela adjacente ou até aos cidadãos que habitam junto dela.”

Neste caso específico, trata-se de “um troço de estrada com mais de 2 kms, onde não existe uma única zona de viragem.” No caso da empresa que gere, “os cliente que queiram aceder ao nosso espaço (vindos de Faro) terão de percorrer mais 3150 metros! Se vierem de Portimão e queiram retornar, percorrem 4300 metros para o poderem fazer!”

A consequência de tudo isto, prevê, é que “muitos dos nosso actuais e futuros clientes simplesmente deixarão de visitar o nosso espaço.”

Mas o problema não se esgota no acesso dos clientes. João Cabrita diz que, nesta altura, “camiões articulados, através dos quais recebemos as nossas mercadorias, não conseguem aceder ao espaço, em virtude do ângulo de viragem dos ditos (normalmente são veículos articulados), sendo forçados a ultrapassar o “continuo”, interrompendo o trânsito.”

Este empresário diz não entender o porquê destes traços, uma vez que “este troço de estrada é um recta com cerca de 2 quilómetros de comprimento com zonas de boa visibilidade”.

Os traços contínuos que foram pintados naquele troço levam a que haja “uma extensão superior a 6 quilómetros, sem um único ponto de ultrapassagem”, o que vai causar grandes constrangimentos de trânsito, caso circulem veículos de tracção animal, tractores, retro-escavadoras, ciclistas ou motociclos.

Este tipo de situações já levou a que noutros concelhos tenham surgido críticas do poder autárquico. A Câmara de Lagos tomou posição sobre o assunto, em reunião do seu executivo, e o presidente da Câmara de Vila do Bispo, Adelino Soares, veio qualificar como “ridículo” o facto de praticamente não se poder ultrapassar na EN 125 em todo o município.

 Leia também:

Vai ser preciso tirar férias para ir de Sagres a Faro pela EN 125

Autarca de Vila do Bispo descontente com traços contínuos

Lagos contra traços contínuos

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 282 times, 1 visits today)
pub
pub

pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.