Sofia Varginha contesta expulsão do «Nós, Cidadãos!»

Sofia Varginha considera ser nula a decisão tomada pela Comissão de Jurisdição Nacional (CJN) do  «Nós, Cidadãos!» de a expulsar do partido.  Inclusivamente, adianta que, pelo menos até à passada sexta-feira, “não fui notificada formalmente como manda o código do procedimento administrativo.”

Uma das razões que alega para considerar a decisão nula é o facto de ter sido eleita pelo II Congresso como vogal da Comissão Política Nacional e que os membros dos órgãos diretivos nacionais do partido, eleitos pelo Congresso, apenas pelo próprio Congresso poderão ser destituídos.

Portanto, conclui, seria “uma aberração expulsar um filiado que, por determinação estatutária, permaneceria titular de um cargo diretivo.”

Sofia Varginha considera que este processo terá sido, desde o início, “imposto pelo presidente da Comissão Política Nacional, com a conclusão do mesmo, de imediato, decidida.” Sofia Varginha diz ao «Algarve Marafado» que, quatro dias antes do termo do prazo para a apresentação da defesa, o Presidente da CJN a informou que a decisão final já estava tomada, não lhe dando, portanto, qualquer possibilidade de defesa.

Esta opção de a expulsarem do partido resulta, na sua opinião, do facto de ser co-autora de uma moção de censura à atual direção do partido. Uma das razões que a levou a dar esse passo tem a ver com o que entende serem irregularidades nas contas do partido e assume ter “documentos que atestam a veracidade de todas as declarações que sobre isso fizemos até hoje.”

Sofia Varginha promete não desistir de criticar situações como a que se diz ter-se verificado no último Congresso do partido, sendo que vários militantes do «Nós, Cidadão!» vão apresentar impugnação e denúncia dos factos ocorridos ao Tribunal Constitucional.

Aliás, esse grupo já fez saber, em comunicado, que tenciona desfiliar-se do partido caso não seja marcado o III Congresso até ao próximo dia 10 de janeiro.

No que a Sofia Varginha diz respeito já seguiu para a Comissão de Jurisdição Nacional do «Nós, Cidadãos!» um documento em que solicita a revisão de todo o processo disciplinar, com a necessária e imperiosa declaração de nulidade do mesmo.”

Leia também:

Expulsões e renúncias no «Nós, Cidadãos!»

Internet à borla em espaços públicos de Faro

Há 30 acidentes por dia nas estradas algarvias

(Visited 254 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub