Festa da Mãe Soberana regressa mas sem procissão

pub
pub

A Festa da Mãe Soberana regressa, depois da edição de 2020 não se ter realizado devido ao risco de propagação do novo coronavírus. 

Este ano, com o desconfinamento em curso, o evento irá decorrer num formato diferente, sem procissão, com a maioria das iniciativas a decorrerem no Santuário e transmitidas nas plataformas digitais. 

“Um ano de ausência na realização daquela que é uma festa indissociável da identidade louletana já foi muito penoso para que este ano a Festa da Mãe Soberana voltasse a ser cancelada. Portanto, conscientes de que ainda não estamos num tempo normal, as celebrações não contarão com a presença física dos milhares de peregrinos que anualmente visitam Loulé. Todavia, acreditamos que estas iniciativas poderão proporcionar conforto a toda a comunidade, num momento particularmente difícil para todos.”, refere, em comunicado, o presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo.

Assim, de 4 a 18 de abril, os peregrinos poderão vivenciar este culto no ciberespaço, através de um programa religioso e cultural. A Autarquia irá proporcionar também a possibilidade aos crentes de se deslocarem ao Santuário para orar, pagar as suas promessas ou estarem mais próximos da sua Padroeira, pois, diariamente sairá da Igreja de S. Francisco um autocarro (que funcionará de 5 a 16 de abril, de 30 em 30 minutos, entre as 10h00 e as 17h00) que conduzirá os peregrinos ao local, estando garantidas todas as medidas de segurança sanitária contra a COVID-19.

Nesta edição, a imagem da Nossa Senhora da Piedade não permanecerá durante quinze dias na cidade de Loulé. Sairá da sua pequena Ermida apenas para permanecer, no período entre os dois momentos festivos, a poucos metros, no Santuário ao lado. 

Cumprindo a tradição, as celebrações terão início a 4 de abril, Domingo de Páscoa, dia que marca a Festa Pequena. Mas desta vez, às 17h00, os Homens do Andor irão colocar a Imagem de Nossa Senhora da Piedade no Santuário, onde decorrerá a missa pascal solene.

É a partir daí que, entre 5 e 16 de abril, diariamente, pelas 21h00, será transmitida online, através do Facebook da Câmara Municipal de Loulé e da Paróquia, a recitação do terço e a eucaristia com Catequese Pascal.

A iniciativa musical que marca o programa comemorativo da Festa da Mãe Soberana acontece a 11 de abril, pelas 21h30, com um concerto da Grafonola Voadora e Napoleão Mira, que reúne o cantautor Luís Galrito, o artista visual, João Espada e o escritor, poeta e declamador, Napoleão Mira. O grupo apresentará, entre outros, um tema dedicado ao culto da Nossa Senhora da Piedade.

D. Francisco Senra Coelho, Arcebispo de Évora, irá presidir às missas integradas na Festa Grande, nos dias 17, pelas 21h00 (dedicada às Famílias e Jovens) e 18, pelas 16h00 (consagração), ambas transmitidas online. As celebrações culminam com o momento mais emotivo que é o regresso da imagem da padroeira à sua casa. Desta vez num percurso mais curto (entre o Santuário e a Ermida) e sem a presença física dos milhares de fiéis, mas, de certo, com muito emoção para os louletanos.

 “Com Maria peregrinos da Luz! – Um novo Dia se inicia” é a mensagem de esperança que a Igreja pretende transmitir aos fiéis na realização destas celebrações marianas, num contexto pandémico em que os valores espirituais ganham uma importância acrescida.

LEIA TAMBÉM:

Quatro feridos em acidentes em Portimão

Oferta de emprego para agrupamento de escolas

Veja onde vai estar a PSP com o radar

(Visited 64 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub