Sete detidos por suspeita de apropriação fraudulenta de imóveis

A Polícia Judiciária (PJ) informa que, através da sua Diretoria do Sul, com a colaboração do Departamento de Investigação Criminal de Portimão e da GNR, em inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro, desencadeou, no dia de hoje, a “Operação Senhores da Terra”, realizando duas dezenas buscas domiciliárias, bem como busca num cartório notarial, na região do Algarve.

Em comunicado, a PJ adianta que “os factos em investigação centram-se, essencialmente, na investigação da atividade ilícita organizada, perpetrada por grupo de pessoas que se dedicam à apropriação, de forma fraudulenta, de prédios rústicos e urbanos, no Sotavento Algarvio, invocando, ilegitimamente o instituto jurídico da usucapião”.

Foram detidas 7 pessoas, cinco homens e duas mulheres, constituídos 18 arguidos e apreendidos 12 imóveis.

O inquérito em investigação “visa apurar a autoria e contornos dos ilícitos criminais, que permitiram, até ao momento, identificar 25 imóveis, presumivelmente usurpados pelos suspeitos, aos seus legítimos proprietários”.

A Judiciária admite que “venham a ser detetadas mais situações similares de apropriações fraudulentas”.

LEIA TAMBÉM:

PSP detém homem que conduzia sem carta há 10 anos

Ponto de situação nos 16 concelhos algarvios

Oferta de emprego para a Câmara de Faro

(Visited 218 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub