Uma ventania de espetáculos em Lagos

O VENTANIA – Festival de Artes Performativas do Barlavento está de regresso ao concelho de Lagos, de 2 a 4 de junho, voltando a apostar numa programação que aprofunda as questões da sustentabilidade, trazendo-as para o plano artístico.

Nesta que é a sua 3ª edição, o VENTANIA propõe-se a apresentar soluções para superar alguns dos grandes desafios que enfrentamos a nível global, mas também na região algarvia em particular. Em Lagos, o VENTANIA abre a edição deste ano, dando especial destaque aos cruzamentos disciplinares inseridos dentro das artes performativas.

No seguimento do processo criativo WINDY, em que artistas residentes no Algarve são convidados a realizar obras de reflexão ecológica, o VENTANIA inaugura a edição deste ano com uma instalação artística que junta o trabalho do ceramista Ricardo Lopes a um ambiente sonoro criado pelo artista multidisciplinar Carlos Norton.

Esta criação conta com a colaboração do trabalho desenvolvido pré-festival pela oficina “A Água na Terra”, em que uma turma de 3º ano da Escola EB1 e JI de Santa Maria de Lagos, coordenada por Ricardo Lopes, dedicou-se à exploração de uma técnica ancestral de irrigação subterrânea através de potes de barro não vitrificados.

Segue-se a estreia europeia do espetáculo “ECOSOFÍA”, com direção artística da chilena Camila Rojas Cannobbio. Inspirado na vertente filosófica que lhe dá nome, “ECOSOFÍA” é uma obra construída a partir de uma narrativa visual única que funde acrobacia, dança, projeções e sons, à medida que envolve o público numa encenação sensível e imersiva, que rejeita o antropocentrismo e convida à contemplação do eco-cosmos e do universo como um todo vivo.

Assumindo na presente edição uma forte dinâmica de cocriação artística com a comunidade algarvia, o VENTANIA apresenta em Lagos uma nova estreia, sob forma do projeto de teatro físico e circo contemporâneo “UNS AMB ALTRES”, com a direção artística do catalão Pau Portabella. O espetáculo, que irá percorrer as 3 cidades do VENTANIA, aborda questões sociais fracturantes como a liberdade, a individualidade e a posição do indivíduo em sociedade, sendo protagonizado pelo recém-formado Coletivo VENTANIA – um grupo de artistas residentes no Algarve, versados em múltiplas artes performativas, que se uniram com o propósito de formar um projeto âncora de criação coletiva na região.

O VENTANIA continuará, ainda no mês de junho, em Lagoa, e em Setembro em Portimão.

Um festival promovido pelo TEL – Associação Teatro Experimental de Lagos, cofinanciado pela Direção Geral das Artes, município de Lagos, município de Lagoa, município de Portimão e junta de freguesia de S. Gonçalo de Lagos, em parceria local com o ecossistema de artes performativas do Barlavento Algarvio.

LEIA TAMBÉM:

O adeus ao velhinho Hospital de Lagos

Oferta de emprego público

Veja onde vai estar a PSP com o radar

(Visited 40 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev