Funeral de Ilídio Poucochinho realiza-se esta quinta-feira

As cerimónias fúnebres de Ilídio Poucochinho vão ter lugar esta quinta-feira, dia 31 de março.

A partir das 11 horas da manhã decorrerá o velório, nas Capelas Mortuárias de Portimão. A missa está agendada para as 15 horas, na Igreja do Colégio, de onde sairá, cerca de meia-hora mais tarde, o cortejo fúnebre para o Cemitério de Portimão.

Desde que foi conhecido o seu falecimento têm sido muitas as manifestações de pesar colocadas nas redes sociais.

Uma das primeiras instituições a reagir foi o Boa Esperança Atlético Clube Portimonense, de cuja revista Ilídio Poucochinho foi um grande dinamizador, ao longo de muitos anos.

A direção da coletividade considera que com a sua partida se perde “um dos Históricos Mestres do Teatro no Boa Esperança e que ainda hoje é a nossa Grande Inspiração, por tudo o que deu ao Teatro de Revista e principalmente à nossa Coletividade”.

Também a Junta de Freguesia de Portimão, através da sua presidente, Maria da Luz Santana. manifestou “profunda consternação e sincero pesar” pelo falecimento de Ilídio Poucochinho, que há vários mandatos assumia o cargo de presidente da Mesa de Assembleia de Freguesia de Portimão.

O Partido Socialista, de que era militante, também veio lamentar a perda de um “homem honrado, de valores, honesto, trabalhador, um grande socialista, um grande chefe de família, um exímio defensor da nossa cidade e um excelente amigo, dono de uma voz inconfundível e de um sentido de humor inigualável”.

Também de partidos da oposição chegaram manifestações de pesar. O PSD de Portimão diz, em comunicado, ter recebido com “grande consternação”, a notícia do falecimento de uma pessoa que qualifica como “homem da Cultura e com uma vasta história no associativismo local de Portimão”. A nível político, os social-democratas portimonenses dizem que “sempre teve a postura democrática de elevação, cordialidade e honestidade”.

O Bloco de Esquerda de Portimão também lamentou a sua morte e lembra-o como “uma figura incontornável ligada à cultura, ao desporto, à rádio e às causas sociais da sociedade portimonense. Era uma figura ilustre, de agradável trato e respeitador de toda a gente, independentemente das diferenças políticas e de outra índole”.

Ilídio Poucochinho teve “uma vida cheia com um pouco de tudo”, conforme referiu, há cerca de ano e meio, numa reportagem publicada no Portimão Jornal e no Algarve Marafado, que pode ler ou reler aqui, aqui e aqui.

LEIA TAMBÉM:

“Uma vida cheia com um pouco de tudo” – Parte 1

“Uma vida cheia com um pouco de tudo” – Parte 2

“Uma vida cheia com um pouco de tudo” – Parte 3

(Visited 396 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev