Centenas de bombeiros combatem incêndio

(Notícia em atualização)

Quinta, 12h20 – Ao longo da noite e madrugada, os bombeiros conseguiram dominar os dois focos que tinham ficado ativos e, esta manhã, a Proteção Civil deu o incêndio como controlado. Mantêm-se, no entanto, no terreno ainda um total de 305 operacionais, que vão levar a cabo as operações de rescaldo e ‘atacar’ o mais rapidamente possível os reacendimentos que são previsíveis, uma vez que a situação meteorológica continua a ser desfavorável.

Na zona de Almancil deflagrou, esta manhã, outro fogo, este num espaço com muito lixo, que está a ser combatido por 24 bombeiros.

………………………..

21h50 – As últimas horas foram positivas para os bombeiros que conseguiram ganhar terreno ao fogo. O comandante operacional Richard Marques referiu, na conferência de imprensa desta noite, que cerca de 80% da área atingida está controlada pelos operacionais que dirige, sendo boa parte dos recursos direcionados para as zonas que causam maiores preocupações, as do Laranjal e Valverde.

No entanto, as previsões meteorológicas para esta noite e madrugada não são muito animadoras, uma vez que o vento deverá voltar a soprar com intensidade. Nesta altura, pelas contas de Richard Marques e da sua equipa, já há cerca de 30 quilómetros de área ardida e centena e meia de pessoas tiveram de ser retiradas, de forma preventiva, das suas habitações. No terreno continuam 350 elementos.

18h42 – O incêndio estendeu-se até bem perto de Quarteira, tendo, ao longo da tarde, ameaçado uma bomba de gasolina e um supermercado. Nesta altura estão no terreno um total de 355 operacionais apoiados por 123 viaturas e quatro meios aéreos.

16h51 – A Proteção Civil vai fazer um novo ponto de situação às 19h30.

16h05 – Ao longo das últimas horas tem vindo a ser reforçado o contingente de meios de combate ao incêndio que, nesta altura, conta com 315 operacionais apoiados por 112 viaturas e quatro meios aéreos. Na zona de Quarteira também há um fogo ativo, que está a ser combatido por 20 operacionais e dois helicópteros.

11h30 – Ao longo da noite, o vento que se fez sentir dificultou o trabalho de combate ao incêndio levado a cabo pelos bombeiros. Segundo referiu o comandante operacional Richard Marques, em conferência de imprensa, a intensidade esteve acima de 20 quilómetros por hora e “com rajadas acima dos 40”.

Ainda assim, foi possível combater com sucesso uma das frentes e evitar que o fogo chegasse à zona do Vale das Almas, o habitual recinto da Concentração Motard de Faro, mas uma segunda frente avançou em direção ao concelho de Loulé, passando por Almancil e atingindo a Quinta do Lago, que é, nesta altura, a zona mais afetada e que exige maior concentração de operacionais.

No entanto, o facto de aí haver muitos campos de golfe, o que faz com que o terreno esteja húmido, “é uma janela de oportunidade”, apesar de, nas próximas horas, a previsão seja de que as condições meteorológicas se mantenham desfavoráveis, com muito calor e vento.

Os Bombeiros e a Proteção Civil também têm como preocupação maior tentar que o incêndio não se desenvolva para zonas mais rurais, onde a vegetação seca é autêntico combustível para as chamas.

Em termos humanos não há, para já, feridos a lamentar. Algumas pessoas foram retiradas, de forma preventiva, das suas habitações que podiam ficar na rota do fogo, esperando, agora, em casas de familiares e amigos para que haja condições para o seu regresso. Ao longo da madrugada, o maior susto deu-se quando o incêndio chegou perto de um parque de caravanas não licenciado.

Nesta altura estão 282 operacionais no terreno apoiados por 102 viaturas e quatro meios aéreos.

9h34 – Um incêndio deflagrou ontem à noite, por volta das 23h30, na zona de Gambelas, no concelho de Faro.

Ao longo da madrugada, o fogo alastrou ao concelho de Loulé, passou por Almancil e encontra-se, esta manhã, a ameaçar algumas casas situadas na Quinta do Lago.

Nesta altura, segundo informação da Proteção Civil, as chamas estão a ser combatidas por um total de 203 operacionais de várias corporações de bombeiros da região, apoiados por 79 viaturas e por três meios aéreos.

Daqui a pouco, pelas 10h30, a Proteção Civil, através do comandante Richard Marques, vai fazer um ponto de situação sobre a evolução do incêndio e das perspetivas para as próximas horas.

(Foto de arquivo)

LEIA TAMBÉM:

Xutos & Pontapés e Ana Moura atuam no Algarve

O Mercado de Culturas à Luz das Velas está de regresso a Lagoa

Tony Carreira vai atuar na FATACIL

(Visited 996 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev