Embarcação à deriva e sem tripulantes a bordo

pub
pub

Uma embarcação que se encontrava à deriva a 42 milhas de Vila Real de Santo António teve de ser rebocada para o porto da cidade pombalina.

A situação ocorreu no Sábado, 22 de Outubro. O problema foi detectado no decorrer de um voo de patrulhamento da Força Aérea Portuguesa, em que se avistou uma embarcação de alta velocidade à deriva e virada, sem tripulantes a bordo e sem conjunto de identificação.

Por constituir um perigo para a navegação, o Capitão do Porto de Vila Real de Santo António assumiu a coordenação da acção, em articulação com a Força Aérea Portuguesa, a Marinha de Guerra Portuguesa e a Polícia Marítima do Comando-local de Vila Real de Santo António.

Para o local, deslocou-se uma embarcação da Polícia Marítima e o N.R.P. “Cisne” da Marinha de Guerra Portuguesa, que posteriormente efectuou o reboque da embarcação para o porto de Vila Real de Santo António.

 Leia também:

Polícia Marítima apreende arte de pesca

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 323 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.