Coligação ‘Servir Portimão’ quer mais médicos e enfermeiros nos hospitais algarvios

pub

A coligação ‘Servir Portimão’ quer que sejam tomadas medidas urgentes no sentido de “reforçar os meios humanos e técnicos” nos hospitais de Portimão e Lagos, “privilegiando o reforço das especialidades médicas e dos recursos humanos de enfermagem”. Esta força política também diz que há que, “de uma vez por todas, perceber que vantagens e inconvenientes resultarão de uma eventual separação” dos hospitais.

Estas reivindicações estão expressas num comunicado emitido após terem sido divulgados factos de “extrema gravidade” numa reportagem televisiva, mas que só serão “motivo de surpresa ou de choque para aqueles que têm andado distraídos ou que só se preocupam com este tipo de problemas em véspera de eleições”.

Esta força política lembra que os seus eleitos “têm suscitado, em diversos momentos, a discussão e a tomada de medidas para enfrentar os problemas”. Por solicitação do vereador José Pedro Caçorino, “a deputada Teresa Caeiro (eleita pelo CDS-PP pelo círculo eleitoral de Faro) questionou, em diversos momentos ao longo do último ano, o ministro da Saúde sobre tais factos”.

A coligação refere não aceitar “a contínua degradação da prestação de cuidados de saúde na sub-região Barlavento (e, de um modo especial, na Unidade de Portimão/Lagos do CHA) e, bem assim, o crescente desinvestimento no financiamento da saúde no Algarve”.

Num dos parágrafos do comunicado, numa crítica velada à presidente da Câmara de Portimão, refere-se que “mais do invocar uma aparente proximidade junto do Sr. Ministro da Saúde (estranha, porque totalmente ineficaz no último ano para contrariar a degradação da saúde na região!), há que tomar medidas urgentes”. 

Tendo, igualmente, Isilda Gomes como alvo evidente, esta coligação diz não aceitar “a demagogia e o aproveitamento político de quem, de forma serôdia, usa e abusa do assunto da saúde em Portimão para tentar ganhar votos! Seja com providências cautelares inconsequentes, que constituem um lamentável show-off pré-eleitoral, seja com mensagens nas redes sociais, cujas utilizações, aliás, tanto criticam nos outros agentes políticos”.

Recorde-se que Isilda Gomes colocou ontem uma mensagem na sua página de Facebook a anunciar que telefonou ao ministro da Saúde e que este lhe garantiu ir tomar medidas para resolver os problemas, dando a entender que o sistema de que vai acabar com o sistema de fusão dos hospitais algarvios.

Leia também: 

Isilda Gomes antecipa alterações no modelo de gestão dos hospitais algarvios

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 154 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.