Deputada do CDS acusa o Governo de discriminar o Algarve

pub

A deputada do CDS-PP Teresa Caeiro, eleita pelo Algarve, quer saber quais os motivos que ditaram a exclusão do Algarve do Programa de Valorização das Áreas Empresariais e questionou o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas sobre este procedimento, que considera ser “discriminatório em relação a toda a Região e aos Algarvios.”

O programa prevê um investimento de 180 milhões de euros (ME), dos quais 102 milhões em acessibilidades rodoviárias e 78 milhões na criação e expansão de zonas empresariais. São abrangidas as regiões Norte (112 ME), Centro (50 ME) e Alentejo (18 ME) e estão previstos investimentos até 2021.

A deputada considera que “o Algarve é uma região com uma importância elevada para a economia nacional e regional, e para a taxa de emprego” e que a existência de boas infra-estruturas e o incentivo ao investimento são essenciais para o desenvolvimento do turismo, que é a principal actividade económica do distrito.

Este programa poderia ser um instrumento importante para suprir alguns dos problemas existentes na região, a este nível, pelo que a deputada quer saber porque razão o Algarve ficou de fora e se está previsto que seja contemplado com outro mecanismo do mesmo género.

 

 Leia também:

PS dá o tiro de partida das autárquicas em Lagoa

Veja onde vai estar a PSP com o radar

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 145 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.