Deputado e autarca juntos contra a prospecção de petróleo

pub

O deputado do Bloco de Esquerda eleito pelo Algarve, João Vasconcelos, reuniu com o presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Amarelinho, a propósito da possibilidade anunciada do consórcio ENI/GALP poder vir a realizar o furo de prospecção na Bacia do Alentejo, ao largo de Aljezur.

No decorrer da reunião, os dois políticos manifestaram total oposição a essa possibilidade por entenderem haver uma “manifesta incompatibilização entre o desenvolvimento sustentável da região, fundamentalmente alicerçada em todas as vertentes e potencialidades turísticas, o incremento das energias renováveis e limpas, face à sinistra realidade que a prospecção, desenvolvimento e exploração de hidrocarbonetos poderá acarretar para o Algarve.”

Ambos realçaram também “a importância da luta e oposição que a sociedade civil vem fazendo a esta possibilidade, desde logo o papel fundamental desenvolvido pela ASMAA, pela PALP, pelo MALP, entre outros movimentos.”

Relativamente a este processo, em tribunal corre desde o ano passado uma providencia cautelar interposta pela AMAL, sobre a eventual possibilidade de vir a ocorrer este furo no
deep offshore, à qual se juntou recentemente uma Participação apresentada pela ASMAA à Procuradoria Geral da República.

João Vasconcelos garantiu que o Bloco de Esquerda “continuará o seu trabalho de monotorização e redobrada atenção a esta eventualidade, dando inclusivamente conta que tomará no curto prazo iniciativas parlamentares no sentido de reverter o “famigerado furo” e esclarecer factos duvidosos de todo este processo.”

Por seu lado, José Amarelinho deu conta do trabalho que vem desenvolvendo junto do Governo, chamando a atenção para “a irresponsabilidade e imprudência que constituirá a possibilidade de se realizar o primeiro furo em águas profundas, na Bacia do Alentejo, ao largo de Aljezur e de toda a área do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, bem como do desrespeito pela opinião de mais de 43 000 cidadãos no processo de discussão pública.”

No final, ambos reafirmaram a posição de que “o Governo deve de imediato anular a autorização concedida para o furo ao largo de Aljezur.”

Leia também:

Ana Moura actua em Albufeira 

Inscrições abertas para concurso de fado de Vila do Bispo

 

(Visited 117 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.