Deputado do PSD acusa o Governo de impedir a contratação de médicos e enfermeiros para o Algarve

pub
pub

O deputado Cristóvão Norte (PSD) acusa o Governo de impedir a contratação de médicos e enfermeiros para a região algarvia. Em causa está a entrada em vigor de um decreto-lei que estabelece uma redução de 35 % por cento na contratação de pessoal para os hospitais.

Este deputado eleito pelo círculo de Faro considera que a medida vai afectar, sobretudo, os hospitais fora das grandes cidades, que recorrem com maior frequência à contratação de tarefeiros em empresas exteriores.

Na opinião de Cristóvão Norte, deveria, no mínimo, ter sido “criado um regime especial para a região, pois é conhecido que a mesma está com escassez de recursos humanos e precisa desesperadamente de contratar, de modo a inverter o ciclo de indicadores assistenciais que têm decaído e que, no último ano, atingiram os piores resultados de sempre.”

Em resposta a estas e outras críticas vindas do PSD e CDS, o ministro da Saúde veio garantir que não haverá ruptura de médicos nos hospitais. Adalberto Campos Fernandes justifica a medida com a necessidade de travar os pagamentos que estão a ser feitos para compensar o trabalho à hora de médicos que não estão no quadro do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que considera “exorbitantes”.

O ministro acrescentou que, em breve, serão lançados concursos de contratação de mais 1.200 médicos para o SNS.

 

 Leia também:

Ofertas de emprego para o IKEA

Ofertas de emprego para o Algarve (3 de Junho)

Oferta de emprego para autarquia algarvia

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 64 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.