Embarcação à deriva rebocada

pub
pub
pub

Uma embarcação Salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos de Olhão rebocou um veleiro de pavilhão belga que tinha sido detectado pelo piquete do Comando-local da Polícia Marítima dentro a Ria Formosa à garra em direcção aos viveiros ao largo do Núcleo da Culatra (Ilha da Culatra).

A embarcação acabou por ser  levada para o fundeadouro da Culatra, deixando, dessa forma, de constituir um perigo para a navegação.

A Autoridade Marítima refere, em comunicado, que “este tipo de situações aumenta no período invernal face ao abandono dos proprietários estrangeiros das embarcações, visto que regressam ao seu país natal”.

Aquela entidade lembra que os responsáveis das embarcações deverão manter os seus contactos actualizados em caso de ausências superiores a uma semana nas Capitanias da respectiva área de jurisdição, a fim de poderem ser contactados em caso de incidentes.

  Leia também:

Feridos em acidentes

Prisão preventiva para suspeito de abuso sexual de crianças

Ofertas de emprego para agrupamento de escolas

(Visited 115 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.