Pela preservação e divulgação das obras de autores que se destacaram

A Assembleia Municipal de Lagos aprovou, na sua sessão de 30 de Abril, uma proposta apresentada pela bancada da CDU, através da qual recomenda à Câmara que “organize a recolha das obras dos lacobrigenses que se destacaram no País e no estrangeiro nas áreas da música, das letras, das ciências, da investigação e do canto”.

Os deputados municipais também sugerem que a autarquia “organize um plano para progressiva reedição, em suporte actualizado, das obras esgotadas ou não editadas”, bem como que reserve na Biblioteca Municipal um espaço dedicado a estes autores.

Estes eleitos lembram que naquele concelho têm-se revelado, ao longo dos anos, “talentos de nível nacional e internacional, pelo que é da responsabilidade da comunidade em geral e dos órgãos autárquicos em particular, contribuírem para a recolha, conhecimento, preservação e divulgação deste património comum, nomeadamente de personalidades já falecidas e que doutra maneira cai no esquecimento, empobrecendo a vida de hoje”.

Para dar início a este ciclo, entendem que se deve escolher a cantora lírica Arminda Nunes Correia, “nascida em Lagos em 1903 e que levou a sua arte e a cultura portuguesa aos maiores palcos do País e da Europa e a quem Lagos já prestou uma primeira homenagem assinalando a casa onde nasceu e atribuindo o seu nome a uma avenida na cidade”.

  Leia também:

Câmara de Portimão quer vender terreno do ‘Complexo Desportivo’

Mais uma grande superfície comercial para o Algarve

Investimento de 800 mil euros em avenida de Portimão

(Visited 148 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.