O último dia de um condenado

A peça de teatro “O último dia de um condenado” sobe ao palco do Auditório Municipal de Albufeira, no próximo dia Sábado, 12 de Maio, pelas 21h30.

A peça, com interpretação de Virgílio Castelo e encenação de Paulo Sousa Costa, é uma adaptação de um texto original de Victor Hugo, publicado em 1862, considerado um manifesto a favor da abolição da pena de morte.

Acompanha as últimas horas de um homem que está no “corredor da morte”, com o fim iminente à sua espera. É uma crítica mordaz à pena de morte, onde o autor questiona a justiça por tamanha barbaridade que é tirar a vida a um ser humano, mesmo que seja culpado por um crime de sangue.

Victor Hugo sempre esteve contra a pena de morte e chegou a escrever ao Diário de Notícias quando Portugal aboliu a pena de morte: “Está pois a pena de morte abolida nesse nobre Portugal, pequeno povo que tem uma grande história”: assim diz o célebre romancista numa carta publicada naquele Jornal e endereçada a Eduardo Coelho, o fundador do jornal. A carta está datada de “Hauteville-House, 2 de Julho de 1867”, dia seguinte ao da abolição da pena capital em Portugal, Lei aprovada no reinado de D. Luís e pioneira na Europa.

Os bilhetes custam € 5,00 e estão à venda na Câmara Municipal de Albufeira/CIAC e Biblioteca Municipal Lídia Jorge, nos dias úteis (9h00 – 13h00| 14h00 – 16h00) e no Auditório Municipal, no dia do espectáculo, entre as 19h30 e as 21h15.

Leia também:

Ofertas de emprego da semana

Dois feridos em acidente

Câmara de Portimão quer vender terreno do ‘Complexo Desportivo’

(Visited 100 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.