Trotinetes elétricas vão ‘invadir’ Faro

pub

A Câmara de Faro subscreveu, esta segunda-feira, a carta de princípios da “mobilidade partilhada para cidades humanas”, um documento elaborado por um conjunto de ONG’s com o intuito de comprometer os decisores locais com o respeito pelo meio-ambiente, a mobilidade suave, a acessibilidade pública e a conectividade entre os subsistemas.

Faro tornou-se assim a primeira cidade da Península Ibérica a subscrever este acordo global, o que foi saudado na comunicação feita à distância pela guru mundial da mobilidade partilhada e “mãe espiritual” desta carta, Robin Chase.

No decorrer da sessão, a vereadora Sophie Matias garantiu que haverá, ao longo do corrente ano, consideráveis investimentos no âmbito do programa de “Infraestruturas de Mobilidade Ciclável de Faro”.

A Universidade do Algarve manifestou o seu interesse e disponibilidade para colaborar e o Município assinou um protocolo de colaboração com a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta, entidades que representam um grande universo potencial de utilizadores destes modos suaves.

O dia ficou ainda marcado pelo arranque experimental da primeira operação com uma plataforma de trotinetes partilhadas. Para já, serão 75 veículos, a distribuir por 10 locais estratégicos dentro da cidade – os hotspots – onde os utilizadores poderão levantar ou deixar a trotinete elétrica. O sistema arranca com a plataforma “VOI”, estando o Município em articulação com a “Flash”, a “TIER Mobility” e a “LIME” para entrarem, também, em funcionamento em breve.

A autarquia refere, em comunicado, que a sua expectativa é que “estas operações comecem já a dar importante contributo para um futuro mais livre da emissão de gases com efeito de estufa e para o desenvolvimento de uma cidade que se quer, afinal, mais amiga das pessoas do que das viaturas”.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Rogério Bacalhau, este foi “um dia determinante para Faro, por ser simbólico de uma determinação que temos em ver o nosso sistema de mobilidade evoluir no sentido da sustentabilidade, eficácia, acessibilidade e segurança, tirando partido das oportunidades que decorrem das recentes evoluções em termos de tecnologia, negócio, procura e governança”.

  Leia também:

400 ofertas de emprego para o Algarve

Homem morre em despiste

Operações da PSP com radar

(Visited 788 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub
pub
pub