Prisão preventiva para três dos suspeitos de pertencerem a rede de fabrico e venda de tabaco

pub

Ficaram em prisão preventiva três dos suspeitos de pertencerem a uma rede de internacional de fabrico e comercialização fraudulenta de tabaco, que ontem tinham sido detidos pela GNR.

Após serem ouvidos por um juiz do Tribunal Judicial de Faro, quatro outros elementos viram ser-lhes aplicada a medida de apresentações em posto policial da área de residência e retenção de passaporte e aos restantes seis detidos a medida aplicada foi a proibição de contacto com os outros detidos.

No decorrer da operação que levou à detenção destes suspeitos, as autoridades apreenderam cerca de 15 milhões e 600 mil cigarros produzidos na fábrica; cerca de 17 toneladas de folha de tabaco (dava para produzir 16 milhões e 800 mil cigarros); 14 toneladas de tabaco triturado (daria para converter em 13 milhões e 700 mil cigarros); cinco máquinas utilizadas na trituração das folhas de tabaco, manufatura e acondicionamento do tabaco; diversas materiais utilizados na produção de tabaco; seis viaturas ligeiras e uma arma de fogo.

A GNR estima que a fraude e evasão fiscal geral pela atividade ilegal desenvolvida seja de montante superior a 9,6 milhões de euros.

LEIA TAMBÉM:

Três detidos por tráfico de droga

Homem ferido com gravidade em acidente

Ofertas de emprego para supermercados

(Visited 98 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev