Possível encerramento de serviço hospitalar preocupa candidato do PSD

pub

O deputado e cabeça-de-lista do PSD pelo Algarve às próximas Legislativas, Cristóvão Norte, mostra preocupação pelas notícias vindas a público a respeito do risco grave de encerramento do Serviço de Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal do Centro Hospitalar Universitário do Algarve(CHUA) já a partir do mês de setembro.

Em comunicado, este político refere que, “segundo a informação prestada, na medida em que dos 12 médicos pediatras do quadro, é previsível que apenas três estejam ao serviço a partir da próxima semana, circunstância que inviabiliza o funcionamento do serviço.”

O deputado lembra que, “já em julho, numa carta enviada à direção clínica do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA), havia queixas, por parte dos médicos que a subscreveram, que o Serviço de Medicina Intensiva Pediátrica e Neonatal vivia “uma situação dramática” e que os médicos estavam a trabalhar “num estado de exaustão, transgredindo os limites de segurança.” Na carta os clínicos sublinhavam que a falta de meios humanos no Hospital de Faro se acentuara nos últimos tempos com a ausência de cinco pediatras, dois por motivo de doença e três por gravidez ou licença de maternidade.”

Em face de tudo isto, Cristóvão Norte diz que “a hemorragia persiste e não estanca, o Governo nada faz e a gravidade dos acontecimentos não os comove nem os estimula a agir. Pelo menos no Algarve, o Ministério da Saúde não existe, nem existiu em 4 anos. O que se está a passar causa grande alarme social, coloca em causa mães e bebés, mas a escassez de recursos humanos não salva o trabalho extraordinário de um serviço que tem práticas de excelência.”

 

LEIA TAMBÉM:

A Polícia Marítima está a contratar 

Só queria chegar ao fim da Volta a Portugal mas acabou por conquistar a Camisola Branca

Este é o doce mais votado do Algarve


OS NOSSOS VÍDEOS

(Visited 134 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub