Só queria chegar ao fim da Volta a Portugal mas acabou por ganhar a Camisola Branca

O ciclista Emanuel Duarte foi hoje homenageado pela Câmara de Portimão por, ao serviço da equipa LA Alumínios, ter conquistado, nesta edição da Volta a Portugal, a Camisola Branca, símbolo do melhor ciclista jovem da prova.

No final, e em declarações em «Algarve Marafado», o corredor portimonense assumiu que o seu objetivo inicial era apenas chegar ao fim.

Leia todas as mini entrevistas aqui

Conquistar a Camisola Branca e ficar entre os 20 primeiros classificados da geral eram objetivos seus à partida para a Volta a Portugal?

Sendo a minha primeira Volta a Portugal, o objetivo era apenas chegar ao fim, mas a minha equipa pretendia, realmente, conquistar este símbolo de melhor da Juventude. Também queríamos ganhar uma etapa, mas, infelizmente, isso não foi possível.

A equipa apostava em si para ser o melhor jovem ou num outro colega?

Tínhamos três ciclistas que, pela sua idade, podiam lutar por este símbolo, não havia uma aposta específica em qualquer um de nós, íamos vendo ao longo da Volta quem é que estava melhor fisicamente e tinha condições para ganhar a Camisola Branca.

Em que etapa é que ficou convencido que podia atingir este objetivo?

Foi na etapa da Torre. Sabia que era a primeira em que podia haver grandes diferenças de tempo entre os ciclistas, consegui ir com os melhores e cortei a meta em 18º e fiquei em primeiro na classificação da Juventude. A partir daí foi lutar até ao fim para manter esse estatuto.

Sendo a sua primeira Volta a Portugal foi mais ou menos dura do que esperava?

Para mim foi mais fácil do que esperava e ainda bem. Mas tinha-me treinado muito para chegar à prova nas melhores condições possíveis.

E agora, que objetivos tem para o futuro?

Ainda não pensei nisso, tirei esta semana para descansar, começarei depois a traçar planos para o próximo ano.

O que o levou a enveredar pelo ciclismo?

Dos 8 aos 16/17 anos pratiquei vela, ainda entrei para a fase de orientação olímpica, mas o problema é que a Federação não nos apoia em nada. Na altura usava o ciclismo para me preparar fisicamente, mas ao deixar a vela acabei por me envolver a sério nesta modalidade.

 

LEIA TAMBÉM:

“O nosso objetivo é, no prazo de 2 ou 3 anos, estarmos a faturar 100 milhões de euros”

Recriação da descarga de sardinhas à moda antiga é para continuar

“Estou disponível para ser candidato nas próximas autárquicas”

 

(Visited 367 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev