Bombeiros Sapadores de Faro recebem formação de descontaminação

pub

Dez operacionais dos Bombeiros Sapadores de Faro receberam, esta terça feira, uma ação de formação específica de instrução e treino para descontaminação de espaços em cenário de ameaça biológica, como é o caso do vírus Covid-19, ministrada pelo Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa.

Esta formação de caráter prático aconteceu depois de outros dois elementos do Corpo de Bombeiros Sapadores de Faro já se terem deslocado anteriormente a Lisboa para receber uma formação teórica específica nesta área por parte dos elementos dos Sapadores de Lisboa. 

Desta feita, o treino de instrução – que aconteceu nas oficinas do Parque Auto da Câmara Municipal de Faro – foi dirigido a mais duas equipas de cinco elementos e visou os procedimentos de como equipar e desequipar os operacionais responsáveis por estas ações e ainda uma ação de descontaminação em contexto de treino de acordo com o protocolo definido para o efeito. 

Segundo José Tomás Valente, comandante dos Bombeiros Sapadores de Faro, “esta formação é particularmente relevante no âmbito da pandemia que nos afeta e vai de encontro às necessidades relativamente à possível descontaminação de espaços, caso estas venham a ser necessárias”. 

Após esta formação, o objetivo passa por “treinar e rotinar estes procedimentos e passar os conhecimentos a todos os profissionais dos Bombeiros Sapadores de Faro”.

Também o tenente coronal Tiago Lopes, comandante do Regimento dos Bombeiros Sapadores de Lisboa e responsável por esta formação, garante que esta “é mais uma ferramenta para que os operacionais possam atuar, em caso de necessidade, na descontaminação de espaços, tendo em conta, no entanto, que esta é uma ação muito crítica que envolve muitos recursos e que deve ser feita apenas quando há absoluta necessidade de o fazer em espaços contaminados”. 

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau, o objetivo é “capacitar o Corpo de Bombeiros Sapadores para dar cada vez melhores respostas à população e esta formação –  em que há que agradecer a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa – vem permitir que tenhamos mais dez operacionais com formação e que, em caso de necessidade, poderão dar esta resposta sem estar dependentes de Lisboa ou até de empresas privadas”.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Ponto de situação em Portimão

Covid-19: Lagos deixou de ter casos ativos

Funcionários das creches começam a ser testados

(Visited 36 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub