Luta contra o incêndio vai continuar com todos os meios disponíveis

O incêndio foi considerado extinto pelas 9h12 da manhã desta quarta-feira.

………………………….

Apesar de ter sido considerado como dominado, o incêndio de São Marcos da Serra vai continuar a dar muito trabalho a todos os operacionais que se encontram no terreno ao longo das próximas horas.

Em conferência de imprensa, o Comandante Operacional Distrital, Richard Marques, garantiu que “vamos manter no terreno todo o dispositivo” que é de perto de 600 operacionais apoiados por mais de 200 viaturas e 6 meios aéreos, uma vez que são esperados vários reacendimentos.

Ao longo do dia prevê-se que as condições meteorológicas se mantenham idênticas às das últimas 24 horas, o que não é bom sinal para os bombeiros. Um tradicional grande inimigo de quem combate incêndios é o vento, que deverá aumentar de intensidade, soprando a mais de 20 kms/hora e com pontuais rajadas na ordem dos 40 kms/hora.

Dois elementos que combatiam o fogo sofreram ferimentos ligeiros e tiveram de ser levados para o Hospital do Barlavento, mas já lhes foi dada alta e regressaram ao serviço. Dois outros operacionais foram assistidos pela equipa médica que se mantém no local, mas mantiveram-se no ‘teatro de operações’.

Richard Marques adiantou que as duas principais vias de comunicação entre o Algarve e o resto do país – o IC1 e a Autoestrada 2 – se encontram abertas nesta altura, mas a evolução do fogo na zona da A2 é uma preocupação e, adiantou o comandante, “em caso de necessidade, pode voltar a ser cortada”.

Este responsável qualificou o fogo como um “incêndio excecional”, que, em várias alturas avançou cerca de 2400 metros por hora, um valor muito acima do que é habitual neste tipo de ocorrências.

(Foto de arquivo)

LEIA TAMBÉM:

As pragas ‘amaldeçoadas’ de Alvor

Contagem decrescente para mais um Festival da Sardinha

Contagem decrescente para os concertos de Mariza e Rui Veloso em Lagos

(Visited 530 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub