Autódromo e Universidade do Algarve unem-se para criar um polo tecnológico em Portimão

Vídeo do evento aqui

A Parkalgar, empresa proprietária do Autódromo Internacional do Algarve, vai avançar com a última componente do seu projeto, a construção de um polo tecnológico.

O pontapé de saída foi dado esta sexta-feira, dia 26 de agosto, com a apresentação de uma parceria com a Universidade do Algarve.

As duas entidades constituíram a Associação Parque Tecnológico do Algarve CELERATOR, que vai construir instalações, com praticamente 2 mil m2 de área, compostas por laboratórios e centros de ensaios.

Aí serão desenvolvidas atividades de investigação, pesquisa, desenvolvimento e implementação de soluções energéticas, aplicáveis aos transportes, com e sem sistemas híbridos de energia acoplados, e à mobilidade bem como de pilhas de combustível em meios de transporte convencionais.

Pretende-se, igualmente, trabalhar na investigação e desenvolvimento de unidades para a reciclagem, com reutilização maximizada de baterias elétricas automóvel em fim de vida.

O administrador da Parkalgar, Paulo Pinheiro, garantiu que as futuras instalações terão “todas as condições técnicas do mais evoluído que há no mundo para que se possa testar componentes, combustíveis, formas de combustão e veículos autónomos, o que vai fazer com que os caminhos futuros para a mobilidade e sustentabilidade passem por Portimão”.

O reitor da Universidade do Algarve, Paulo Águas, justificou a entrada neste desafio por entender que o polo vai contribuir para que a região consiga ter “uma economia mais diversificada, que gere trabalho mais qualificado”.

Também muito satisfeita mostrava-se a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que já está a ver em Portimão “um cluster nas energias renováveis, dedicado ao transporte e à mobilidade, um dos setores que mais polui no mundo, que vai contribuir para diversificar a base económica da região”.

O projeto que, de acordo com a presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, começa da melhor forma, é importante, “não só para Portimão, como para todo o Algarve e o país”. Trata-se de um equipamento consensual na região e que foi votado na associação de municípios, AMAL, como um dos mais relevantes. Essa unidade era visível na plateia, que contava com a presença de responsáveis de diversos organismos públicos, deputados e, sobretudo, de muitos autarcas de vários concelhos.

Este polo vai exigir um investimento de 7.278.900,00 €, estando cerca de 55% da verba ( 4 milhões) garantida através do programa comunitário FEDER.

Veja o vídeo da apresentação:


OS NOSSOS VÍDEOS



OS NOSSOS VÍDEOS



OS NOSSOS VÍDEOS


LEIA TAMBÉM:

Campus universitário de Portimão deverá custar mais de 7 milhões de euros

Câmara de Portimão disponibiliza terreno para construção de campus universitário

Portimão vai ter mais uma incubadora de empresas

(Visited 523 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub