Coligação ‘Servir Portimão’ avança com auditoria às contas da Câmara

pub

O vereador da coligação ‘Servir Portimão’ vai apresentar a proposta de realização de uma auditoria às contas da Câmara.

Trata-se da resposta ao repto lançado pela presidente da autarquia, Isilda Gomes, nas comemorações do 25 de Abril e que foi repetido na sessão da Assembleia Municipal de Quarta-feira, 11 de Maio.

Em causa estão as críticas feitas, em comunicado, pela ‘Servir Portimão’ em reacção ao anúncio, por parte da edilidade, de que as contas de 2015 representaram o “melhor resultado financeiro de sempre” da Câmara.

No essencial, a coligação ‘Servir Portimão’ considera que deviam ter sido feitas provisões de 9,5 milhões para fazer face aos prejuízos da empresa municipal ‘Portimão Urbis’ e que também deveriam ter sido reflectidos nas contas cerca de 2,5 milhões relativos aos prejuízos de 2015 daquela empresa municipal, que se encontra em liquidação.

Uma visão diferente é a que tem Isilda Gomes. A presidente da autarquia diz que as contas da ‘Portimão Urbis’ ainda não estão fechadas, pelo que, nesta fase, ainda não é possível saber, de forma cabal e completa, todos os reflexos que a sua situação financeira possa ter nas finanças da autarquia. Mostra-se convicta que as provisões feitas são suficientes, mas se isso não acontecer “cá estaremos para assumi-lo” e agir em conformidade.

Na sessão de Quarta-feira da Assembleia Municipal, a autarca voltou a desafiar a oposição, em especial, a coligação ‘Portimão Sempre’, a avançar com o pedido de realização de uma auditoria independente, para esclarecer, de uma vez por todas, as dúvidas e críticas que os seus responsáveis políticos apresentam. Garante que o PS vai viabilizá-la, para que tudo seja esclarecido, mas como acha que as contas estão correctas “não me compete a mim pedi-la”. No fim se, como espera, a auditoria indicar que está tudo bem, espera um “pedido de desculpas” da parte da oposição.

Os deputados municipais Fernando Gião e João Caetano responderam de forma positiva ao desafio e assumiram que, em futura reunião do executivo camarário, o seu vereador, José Pedro Caçorino, vai apresentar a proposta de realização de uma auditoria.

Leia também:

Câmara de Portimão avança com queixa-crime contra político da oposição

Oposição portimonense garante que a situação financeira da Câmara não saiu do vermelho

Isilda Gomes desafia a oposição a propor uma auditoria independente às contas da Câmara

Subscreva a nossa Newsletter 



(Visited 268 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.