Grandes eventos, enormes investimentos

pub
pub
pub
pub

Com Agosto à vista, começam os motores a aquecer e a iniciar-se a contagem decrescente para o arranque dos grandes eventos que trazem ao Algarve alguns dos melhores artistas do país e, consequentemente, custam muito dinheiro.

Dois dos principais certames que se realizam na região são a FATACIL, em Lagoa, e o Festival do Marisco, em Olhão.

O primeiro, segundo revelou o presidente da Câmara de Lagoa, Francisco Martins, na conferência de imprensa de apresentação, tem um orçamento de 850 mil euros, sendo que, só na vertente musical, a autarquia vai gastar 200 mil.

Quanto ao Festival do Marisco, o principal responsável da Câmara de Olhão, António Manuel Pina, assumiu que a conta deverá ascender a cerca de meio milhão de euros. E, ainda assim, tem um ‘desconto’ de 100 mil em comparação com o ano passado.

Portanto, contas bem feitas, só estes dois grandes eventos implicam um investimento total de 1 milhão e 350 mil euros. Graças ao dispêndio de tão ‘avantajadas’ verbas, Lagoa e Olhão conseguem ter em palco algumas das maiores bandas e cantores do país, como os Xutos & Pontapés, Camané (Festival do Marisco), Ana Moura, Rui Veloso e Anselmo Ralph (FATACIL), entre muitos outros.

A qualidade do cartaz atrai muito público, sendo que em Olhão foram, na edição do ano passado, contabilizadas 40 mil visitas enquanto que, em Lagoa, pelos portões da FATACIL entraram cerca de 160 mil pessoas.

É muita gente, mas, ainda assim, as alterações que as duas organizações prepararam para este ano têm como objectivo aumentar ainda mais o número de visitas e, consequentemente, as receitas para tentar que, no final, as contas fiquem equilibradas. Ou, pelo menos, que o prejuízo seja pequeno.

 Leia também: 

Mais produtos algarvios na Fatacil

Festival do Marisco custa meio milhão de euros

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 172 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.