Vereadores do PSD dizem que há “deficiente planeamento” da Câmara de Lagoa

pub
pub

Os vereadores do PSD na Câmara de Lagoa qualificam como “medíocres” as taxas de concretização das obras que estão a ser levadas a cabo no concelho. Em tomada de posição sobre o relatório de gestão de 2016, referem que “a execução em termos de investimento foi diminuta face à previsão das despesas de capital relacionadas com as obras.”

Os eleitos social-democratas acusam o executivo liderado pelo socialista Francisco Martins de ter feito, ao longo do mandato, um “deficiente planeamento”, retardando as intervenções, “talvez com o objectivo de fazer deslizar algumas obras para o ano eleitoral.”

A consequência dessa atitude é que, actualmente, “procuram tudo fazer, por vezes, sem norte, transformando o concelho quase num estaleiro” em que “tudo muito demora, não abonando isto a favor da imagem do nosso concelho, que deveria ser de qualidade e harmonia, indo ao encontro de não causar transtornos incomensuráveis e desproporcionados às populações.”

Estes autarcas destacam o facto de ter havido um “aumento extraordinário das receitas” por razões alheias à gestão da equipa socialista, uma vez que isso resultou “somente de aumento de IMI e IMT.”

Pelas suas contas, “ao longo deste período deste mandato, comparativamente com o mandato anterior, houve um acréscimo de receita de cerca de 12 milhões de euros”, pelo que “era possível e deveriam ter tido outro cuidado e planeamento que possibilitasse o progresso e as obras ao longo do exercício do mandato, por forma a facilitar a resolução dos problemas no verdadeiro interesse e qualidade de vida das populações.”

Apesar de todas estas críticas, os vereadores do PSD acabaram por se abster na votação documento, o que dizem ter feito “somente por cortesia.”

 Leia também:

Vai ser assim o mês de Abril em Abril

PSD de radar em punho (Abril)

(Visited 118 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub

pub

pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.