Gare rodoviária é “obra de fachada”, acusa o ‘Servir + Portimão’

A Coligação ‘Servir + Portimão'(CDS/PSD/MPT/PPM) diz que a futura Gare Rodoviária, que vai abrir as suas portas à população, para uma visita,  este Domingo, mais não é do que “uma mera obra de fachada, resultado da teimosia política e do desespero eleitoralista da Dra. Isilda Gomes.”

Esta candidatura, que apresenta José Pedro Caçorino ao cargo de presidente da Câmara, alega, em comunicado, que “esta infraestrutura não reúne os requisitos mínimos para servir condignamente os portimonenses.”

Um dos principais problemas que apresenta tem a ver com “o difícil acesso rodoviário desde a entrada de Portimão, através da A22 ou da EN 125, que exige a inversão de marcha pela Rotunda das Cardosas ou a viragem à esquerda na anunciada nova rotunda da Panificadora, que não terá características geométricas mínimas para a circulação de veículos de transporte de passageiros, como os que se encontram previstos.”

Esta coligação considera que “não será expectável que seja utilizado por passageiros com malas, nomeadamente, no período nocturno, sendo mais que previsível que estes venham a ficar “abandonados” ao seu destino.”

Para evitar isso seria, no mínimo, “exigível a construção imediata de uma Passagem Desnivelada Pedonal sobre a linha ferroviária (não contemplada no projecto) que permitisse, ao menos, a ligação (ao longo de 400 m) entre os modos de transporte.”

Quanto à anunciada abertura de linhas frequentes do “Vai e Vem” de ligação entre o centro da cidade e a gare, o ‘Servir + Portimão’ diz que isso “implicará, não só, um custo da ordem das centenas de milhares de euros por ano, como essa alteração das linhas poderá não assegurar a presença dos alunos nos horários de abertura das escolas, lançando mais veículos no já caótico trânsito urbano nas horas de maior congestionamento.”

Para além disso, a gare “não garante as condições mínimas de conforto para os passageiros, já que nos meses de Inverno, a cobertura existente não assegurará abrigo da chuva e do frio e nos meses de Verão, os utilizadores desta espécie de “Gare Rodoviária” irão sofrer com o calor e a falta de climatização.”

No documento diz-se também que, enquanto vereador, José Pedro Caçorino “propôs, em devido tempo, a correcção do projecto da agora denominada “Gare Rodoviária”, através do estudo e construção da Variante do Arade, que permitiria a ligação directa entre a rotunda do Hospital ao Pavilhão do Arade.”

Por fim, o ‘Servir + Portimão’ questiona a data escolhida para esta visita – 20 dias antes das eleições – a qual considera uma manobra eleitoralista por parte de Isilda Gomes.

Leia também:

Duas ofertas de emprego para escola algarvia

Ofertas de emprego para o Algarve (4 e 5 de Setembro)

Duas ofertas de emprego para agrupamento escolar

Quatro ofertas de emprego para Agrupamento Escolar

(Visited 503 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.