CDS quer explicações do Governo sobre falta de medicamentos

pub

O deputado João Rebelo, cabeça de lista do CDS-PP pelo Distrito de Faro às Legislativas de outubro, questionou a Ministra da Saúde sobre notícias vindas a público que dão conta da falta de acesso a medicamentos no Algarve.

Na base desta iniciativa estão notícias vindas recentemente a público que indicam ter estado em rutura de stock nas farmácias mais de uma dezena medicamentos sem alternativa terapêutica.

No documento, aquele deputado refere que dados divulgados pelo Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (CEFAR) indicam que 48,71% dos utentes algarvios não conseguiram ter acesso à medicação prescrita, por indisponibilidade do medicamento na farmácia. Destes, 17,61% viram-se obrigados a recorrer a nova consulta para obter nova prescrição e 4,69% tiveram de interromper o tratamento.

João Rebelo adianta que “se à indisponibilidade de medicamentos nas farmácias, somarmos o facto de que, na região do Algarve já há menos farmácias por habitante do que a média nacional, a nossa preocupação agrava-se bastante no que ao acesso ao medicamento, por parte da população algarvia, diz respeito.”

De acordo com a Associação Nacional das Farmácias (ANF), acrescenta,” das 120 farmácias existentes no Algarve (número, como já referido, abaixo da média nacional), 6 são postos móveis e 34 estão em risco de encerrar (18 estão com processos de penhora e 16 estão em processo de insolvência).”

Em face de tudo isto, aquele deputado conclui que “o acesso à saúde nesta região está francamente comprometido”, pelo que pretende saber “que medidas concretas tem vindo o Governo a tomar para inverter toda esta situação.”

 

LEIA TAMBÉM:

A Polícia Marítima está a contratar 

Só queria chegar ao fim da Volta a Portugal mas acabou por conquistar a Camisola Branca

Este é o doce mais votado do Algarve


OS NOSSOS VÍDEOS

(Visited 95 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub