Câmara de Lagos vai ter Orçamento de 64 milhões de euros

pub
pub

A Câmara de Lagos vai contar, em 2020, com um Orçamento de 64 milhões de euros.

A construção de novas infraestruturas habitacionais, localizadas nomeadamente no Sargaçal e em Bensafrim, é uma das ações a implementar no próximo ano, no âmbito do Programa Municipal de Habitação.

Em paralelo a autarquia irá avançar com os projetos dos 100 novos fogos a edificar nos terrenos recentemente adquiridos na cidade, assim como com a implementação do Regulamento de Apoio ao Arrendamento Privado que entrará em vigor ainda em 2019.

Na área da Educação o principal investimento a concretizar será o da construção do novo Centro Escolar da Luz (EB1 + JI), cujo projeto e abertura de concurso público para a empreitada foram aprovados na última Reunião de Câmara. Esta é uma das intervenção que, entre outros objetivos, permitirá reforçar a atual rede de oferta pública e tornar mais efetiva a universalização, no concelho de Lagos, da educação pré-escolar a partir dos 3 anos.

As acessibilidades e a mobilidade são consideradas pela autarquia como “uma prioridade concretizada em obras de grande impacto como a Estrada Municipal 537 (Quatro Estradas – Vila da Luz) e a Via V10 (Estrada da Meia Praia). A realização de um estudo de acessibilidades, circulação e tráfego para a cidade, assim como a implementação dos projetos da Ecovia do Litoral e da Ciclovia Urbana são outras das ações a concretizar no domínio da mobilidade”.

A Requalificação da Ponta da Piedade (2.ª fase – troço entre o Farol e a Praia do Pinhão), atualmente em fase de projeto, a Reabilitação e Recuperação do Cordão Dunar da Meia Praia (que avançará para projeto), assim como a requalificação das arribas da Praia da D. Ana (cujo estudo geológico e geotécnico aguarda parecer do Ministério do Ambiente para dar seguimento à elaboração do projeto de execução) são algumas das intervenções mais importantes e sensíveis previstas na área da valorização do património natural.

Em matéria de património cultural destaca-se a conclusão da obra de requalificação do Museu Municipal e o arranque da sua ampliação com a construção do Núcleo de Arqueologia, a continuação das ações de reabilitação, salvaguarda e valorização das Muralhas de Lagos, assim como a reabilitação da Biblioteca Municipal e a elaboração de um estudo diagnóstico sobre as necessidades de requalificação da Igreja de São Sebastião (Monumento Nacional) visando a futura intervenção neste imóvel. 

 

LEIA TAMBÉM:

Empresas rejeitam obras de milhões de euros

Loulé ‘ataca’ o mercado francês

Veja onde vai estar a PSP com o radar


OS NOSSOS VÍDEOS

(Visited 399 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev