“Os algarvios estão a ser enganados pelo Partido Socialista”

pub

Os deputados do PSD eleitos pelo Algarve criticam o Governo por no Programa de Estabilidade (documento que detalha as intenções de investimento do Estado para os próximos 5 anos) não estar prevista a construção do Hospital Central do Algarve.

Cristóvão Norte, Rui Cristina e Ofélia Ramos consideram que esta omissão “é uma grave e irreparável injustiça, profundamente antagónica com as proclamações que a saúde no Algarve está no topo das preocupações e em rutura com o facto do Algarve ser a região com maior carência de médicos e enfermeiros, menos cirurgias, menos consultas e cronicamente com dos piores índices de saúde a nível nacional, o que não é novo, mas não tem registado melhorias de acordo com as necessidades da região”.

Estes parlamentares lembram que, na legislatura anterior, “quando estas decisões começaram a tomar forma, o Governo atestou que impreterivelmente seria nesta legislatura que se conheceria o avanço do hospital”. Afinal, concluem, “ não só não é nesta legislatura, como entre programa de estabilidade e plano de recuperação e resiliência, os algarvios ficam a saber que não será na próxima.”

Os deputados assinalam, porém, que “ um novo hospital por si só não resolve tudo, é necessário aproveitar a capacidade instalada na região – pública e privada –  para melhorar nos cuidados de saúde primários e na actividade hospitalar, levando deste modo a saúde em tempo a muitos mais cidadãos.”

E rematam com a afirmação de que “os algarvios estão a ser enganados pelo Partido Socialista. Isto tem que ser dito. São opções políticas. “

LEIA TAMBÉM:

“A Câmara de Portimão não vai fazer nem mais um teste de Covid-19”

Ponto de situação nos 16 concelhos algarvios

Oferta de emprego público

(Visited 91 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev