Covid-19 não chegou a entrar no lar da Misericórdia de Alvor

Numa altura em que o pior da pandemia parece já ter passado, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Alvor faz um balanço positivo do combate travado para evitar que a Covid-19 entrasse no lar.

Mário de Freitas regista, com satisfação, que, “ao longo de todo este tempo, não tivemos um único caso no lar”, ao contrário do que, infelizmente, aconteceu com muitas instituições do género, por esse país fora.

Para isso muito contribuíram as medidas tomadas logo em 2020, quando se percebeu a gravidade da pandemia, o empenho dos funcionários e o cumprimento das regras definidas por parte dos utentes e respetivas famílias.

Uma das principais foi a proibição de visitas no interior das instalações. Tratou-se de “uma decisão dolorosa, mas que se impunha, uma vez que se o vírus aqui entrasse provavelmente seria fatal para alguns dos utentes mais debilitados”, diz o provedor.

Ainda assim, refere que as famílias tiveram possibilidade de ir mantendo o contacto com os idosos. No entanto, isso teve de ser feito ao ar livre, aproveitando um pequeno pátio existente nas traseiras do lar para onde eram levados os utentes, enquanto os familiares ficavam do lado de fora do muro, a cerca de dois metros de distância.

Outra das medidas tomadas consistiu na divisão dos funcionários em várias equipas, no sistema de ‘espelho’, que consiste em ficar um grupo a trabalhar e outro em casa. Dessa forma garantia-se que, mesmo que surgisse algum caso, o número de infetados seria limitado e a instituição poderia continuar a funcionar.

Com o alívio de medidas determinado recentemente pelo Governo, o lar voltou a receber visitas dos familiares no seu interior. Mas, porque a pandemia ainda não desapareceu por completo, foram fixadas algumas condições para que isso aconteça.

De uma forma geral, os encontros ocorrem em salas preparadas para esse efeito, por marcação prévia e com o limite de meia hora, de cada vez. Apenas quem tem familiares acamados na instituição pode passar dessas salas e visitá-los nos respetivos quartos, mas envergando, além da máscara, uma bata cirúrgica, touca e proteções de pés e mãos, pois “queremos que o esforço feito ao longo destes dois anos continue a ter o resultado desde sempre pretendido: zero casos de covid-19”.

O lar – ERPI situado em Alvor – uma das quatro valências da Misericórdia, juntamente com uma creche localizada também naquela vila, do centro de dia dos Montes de Alvor e do serviço de apoio domiciliário – conta, atualmente, com um total de 28 utentes, cinco dos quais acamados, nove que se movimentam em cadeira de rodas, oito com autonomia reduzida e apenas seis com autonomia total.

Investimento de 700 mil euros na melhoria das instalações

Agora que a situação pandémica parece começar a dar tréguas, as atenções dos responsáveis da Misericórdia viram-se para as instalações, que precisam de trabalhos de remodelação, de forma a suprir algumas lacunas que apresentam.

A intervenção que pretendem levar a cabo também tem como objetivos a criação de casas de banho nos quartos e o aumento da capacidade, que deverá passar para 33 utentes. Isto apesar do provedor defender que, a nível nacional, devem ser definidas políticas que privilegiem o apoio domiciliário em detrimento do internamento, o que “seria melhor para os idosos, que se manteriam nas suas casas, tendo o apoio de que necessitam”.

Enquanto essa filosofia não passa à prática, o seu objetivo é melhorar as condições do edifício. Para o efeito está a ser preparado um projeto que será posteriormente “alvo de uma candidatura a fundos comunitários, uma vez que as obras a fazer deverão custar à volta de 700 mil euros e, se não for com recurso a essas verbas, não teremos condições financeiras para as levar a cabo”.

Pode também ler este artigo na edição impressa do Portimão Jornal ou online, aqui.

LEIA TAMBÉM:

Salvador Varela: De África para a Praia da Rocha com escala no Alasca

Festival da Sardinha regressa a Portimão

12 ofertas de emprego

(Visited 211 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev