Licenças dos viveiristas renovadas por mais seis anos

pub
pub

A ministra do Mar anunciou que os cerca de mil viveiristas que laboram na Ria Formosa viram as suas licenças renovadas por seis anos, o que possibilita que continuem a operar na legalidade.

Trata-se de uma medida que, referiu a governante, se tornava imprescindível para resolver um problema com que aqueles profissionais se confrontavam.

É que, explicou, o  Governo anterior, quando publicou a lei que regula o espaço marítimo, “não acautelou” a situação dos viveiristas, cujas licenças de dez anos tinham terminado e cuja renovação dependia de um concurso público, deixando-os “numa situação de precariedade”.

Com a renovação das licenças por mais seis anos, os viveiristas poderão continuar a laborar e concorrer a fundos comunitários até 2020 e, assim, “fazerem investimentos que melhorem a produtividade, as instalações que têm hoje e a qualidade do que é produzido”.

A governante revelou igualmente que estará pronto, dentro de dois anos, um plano nacional para o sector da aquacultura que envolva também os viveiristas e profissionais da pesca. na Paula Vitorino justificou a demora pelo facto de terem que ser feitos “procedimentos de contratação, e esses procedimentos levam algum tempo”.

Estas afirmações foram feitas esta Quinta-feira, 4 de Agosto, no decorrer de uma visita ao concelho de Olhão, durante o qual a ministra participou na libertação de 12 mil corvinas e 5 mil sargos juvenis em mar alto, ao largo da Ilha da Armona, os quais foram criados na Estação Piloto de Piscicultura do IPMA de Olhão. 

Leia também: 

Polícia Marítima em acções de fiscalização

Força Aérea socorre tripulante de navio

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 97 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.