É tempo de cumprir os sonhos dos idosos de Vila do Bispo

pub
pub

Depois de saber quais são os sonhos de muitos dos seus utentes, a Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo quer, agora, ajudar a transformar em realidade uma parte deles.

A instituição mostra-se empenhada em levar a cabo esse objectivo ao longo dos próximos 12 meses (até 25 de Setembro de 2017). Esta é uma tarefa que fica algo facilitada pelo facto de ter vindo a ser contactada por muitas pessoas e entidades que querem colaborar.

Com esses apoios e outros que, entretanto, surjam (os interessados devem contactar a Misericórdia através do email:scmvbispo@gmail) será, seguramente, possível concretizar tal objectivo. 

Até porque cumprir sonhos como ir ao jardim zoológico ou visitar a família a um qualquer ponto do país ou mesmo ao estrangeiro não são, propriamente, tarefas impossíveis. O mesmo se poderá dizer de outros sonhos revelados, como publicar um livro de poesia, tocar piano, participar numa peça de teatro ou andar de avião.

Esta iniciativa que, nos últimos dias, ganhou grande destaque nas redes sociais e na comunicação social, resultou da ideia de incentivar os utentes dos lares da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo a partilharem ideias e sonhos que gostassem de concretizar, como forma de celebrar o Dia Mundial do Sonho, que se festeja a 25 de Setembro. 

Um repto que acabou por ser aceite por dezenas de idosos.  As respostas recolhidas foram colocadas na Árvore dos Sonhos, também construída por alguns utentes e ficaram em exposição na sala de convívio do Lar de Sagres, do Lar de Budens e no Centro de Dia da Raposeira. 

Uma parte substancial dos sonhos revelados tem a ver com a família. São muitos os casos em que os idosos em causa revelam o desejo de estarem mais vezes com os seus filhos, netos e bisnetos.

A questão da saúde é, igualmente, uma das mais referidas. São muitos os utentes que revelam o sonho de ter as condições físicas de outros tempos, de recuperarem de problemas de saúde que entretanto lhes surgiram ou que expressam o desejo de se manterem em boas condições físicas até ao final da vida.

Outros dos que aceitaram o repto manifestam ter nostalgia do passado, do tempo em que desenvolviam uma actividade profissional que, em muitos casos, gostariam de voltar a experimentar. Há, ainda, os que têm um objectivo bem prático e de concretização relativamente simples e os que, como de resto, a esmagadora maioria dos portugueses, assumem o sonho de ganhar o totoloto e de se tornarem ricos.

Leia também:


Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 348 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.