Observação de aves e turismo de natureza em grande destaque no concelho de Vila do Bispo

Arrancou esta Quarta-feira, numa cerimónia realizada no Forte do Beliche, em Sagres, a 8ª edição do Festival de Observação de Aves & Actividades de Natureza, que vai estender-se até Domingo, com um grande número de actividades.

O presidente da Câmara de Vila do Bispo, Adelino Soares, realçou a dimensão que o evento já atingiu e o facto de atrair gente de muitos países, o que o torna não só “o maior evento, a nível nacional, de observação de aves”, como o que tem maior visibilidade, a nível internacional.

Este festival é uma das bandeiras principais de um concelho que, na sua opinião, já ganhou o estatuto de “um exemplo de boas práticas”, ao nível da do turismo de natureza, daí se justificando os vários prémios de âmbito nacional que tem recebido.

A vertente do turismo de natureza é vista, pelo autarca, como uma das principais bases de sustentação económica do concelho. É que “a agricultura e a pesca são importantes, mas o nosso motor económico é o turismo”. E, para que ele gere riqueza e emprego ao longo de todo o ano, é necessário muito mais do que o sol e praia e é aqui que ‘entra em campo’ o turismo de natureza.

Também o presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), Desidério Silva, defendeu que este tipo de turismo é muito importante para a região, pois permite “uma diferenciação do produto que temos e que toda a gente conhece bem”.

Quanto ao festival, destaca a evolução muito positiva que teve, pelo que se justifica que, através do programa Valorizar, o organismo que dirige tenha, este ano, aberto os cordões à bolsa e atribuído ao evento “uma componente financeira como nunca tinha tido até agora”.

Igualmente sobre questões financeiras versou boa parte da intervenção do representante da Sociedade Portuguesa do Estudo das Aves (SPEA), Domingos  Leitão, que assumiu deverem as organizações e cidadãos ligados a esta área reivindicar mais meios financeiros, por parte da União Europeia, para a conservação da natureza, uma vez que apenas 0,7% do seu orçamento reverte para esse fim.

Anabela Santos, da Almargem, optou por se focar no festival,  que “é para todas as idades e que está a caminhar no rumo certo”.

  Leia também:

Resultados eleitorais algarvios em directo

Joaquina Matos tem maioria reforçada

Isilda Gomes vence com maioria absoluta

“Quero ter uma vitória esmagadora”

(Visited 108 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.