Prisão preventiva para suspeito do homicídio da mulher em Portimão

O  Ministério Público (MP) informa que, após ser, hoje, ouvido no Tribunal de Portimão, em primeiro interrogatório, ficou em prisão preventiva o marido da mulher que ontem morreu esfaqueada, no apartamento em que ambos viviam, juntamente com os filhos, na zona da Pedra Mourinha (Portimão).

O MP adianta que “há suspeitas de o detido, após uma discussão sobre o divórcio de ambos, ter matado a sua mulher com vários golpes de faca”.

Recorde-se que o alerta foi dado, ontem, pouco antes das 10 horas da manhã, por vizinhos que ouviram gritos no apartamento em causa.

Para além de elementos da PSP, também acorreram ao local operacionais do Bombeiros Voluntários de Portimão e uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que mais não pôde fazer do que declarar o óbito.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Mais 90 casos e 3 mortes no Algarve

Mulher esfaqueada até à morte

Oferta de emprego para Câmara algarvia

(Visited 795 times, 1 visits today)
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev