Mais de seis centenas de operacionais combatem incêndio

pub
pub

(Notícia em atualização)

17h15 – A Proteção Civil dá o incêndio como dominado mas ainda não como extinto. No terreno mantêm-se 570 operacionais, apoiados por 190 viaturas e 7 meios aéreos.

15h15 – O incêndio de Lagoa já foi dado como extinto. O mesmo não acontece com o que afeta os concelhos de Castro Marim, Tavira e Vila Real de Sto. António que tem a dar-lhe luta um total de 620 operacionais, que são apoiados por 208 viaturas e 9 meios aéreos.

14h55 – A página da Proteção Civil indica que, pelas 14h39, deflagrou mais um incêndio, este no concelho de Lagoa, que é, nesta altura, combatido por 28 operacionais, apoiados por 5 viaturas e um meio aéreo.

11h50 – Mais de seis centenas de bombeiros continuam a combater o incêndio que deflagrou na zona da Pernadeira, na freguesia de Odeleite, concelho de Castro Marim e que entretanto alastrou aos concelhos vizinhos de Tavira e Vila Real de Sto. António.

Pelas contas da Proteção Civil há, nesta altura, no terreno, um total de 630 elementos, apoiados por 208 viaturas e 8 meios aéreos.

No ponto de situação há instantes feito, o comandante operacional Richard Marques referiu que a área afetada pelo fogo é de cerca de 9 mil hectares. Ao longo da noite foi desenvolvido um “trabalho árduo”, tendo o plano previamente definido sido concretizado, mas, como se previa, as condições atmosféricas não ajudaram o trabalho dos operacionais.

Ao longo do dia de hoje também se espera que o calor seja elevado e que o vento sopre com alguma intensidade, rodando para um outro sentido durante a tarde.

De acordo com aquele responsável, o objetivo essencial é impedir que as chamas saiam fora do perímetro em que se encontram nesta altura e garantir que não haja reativações, para que seja possível extingui-lo.

Um responsável da GNR, presente na conferência de imprensa, informou que até agora foram evacuados 12 locais, tendo 81 pessoas sido, de forma preventiva, retiradas das suas habitações. Muitas delas foram levadas zonas de apoio instaladas em Tavira e Castro Marim, mas já começaram, entretanto, a regressar aos locais onde residem. Há um bombeiro ferido, felizmente, sem gravidade.

Também foi necessário retirar 80 cães e 110 gatos de um canil.

O troço da Via do Infante que esteve encerrado foi reaberto por se considerar haver condições de segurança para o efeito.

As causas do incêndio estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária.

(Foto de arquivo)

LEIA TAMBÉM:

O portimonense que sabe tudo sobre os Xutos e os Rolling Stones

Quinze ofertas de emprego para a Câmara de Portimão

Histórias da pesca do bacalhau: Acidente fatal

(Visited 346 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub