Centro Oncológico de referência para o Algarve

pub

A região algarvia pode vir a ter um Centro Oncológico de referência, que permita à população local afetada pelo cancro tratar-se mais perto de casa, deixando de ter necessidade de fazer frequentes viagens ao IPO de Lisboa.

Na intervenção que proferiu no decorrer das Conferências do Território, que decorreram em Portimão, a presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA), Ana Varges Gomes, assumiu que “estamos apostados e concorremos a financiamento para construir o Centro Oncológico do Sul”.

O equipamento deverá ficar instalado junto ao espaço onde se espera que seja construído o futuro Hospital Central do Algarve, para poder ter ligação com essa unidade hospitalar. Para além das vertentes de tratamento e cirurgia, o centro também contará com uma unidade de investigação, que possa contribuir para “desenvolver novas tecnologias e terapêuticas”.

Um dos problemas que mais afetam o Serviço Nacional de Saúde (SNS) no Algarve é a dificuldade em convencer os médicos a virem para a região. Para minorar o problema, esta responsável defende dois tipos de respostas.

Por um lado, o apetrechamento dos hospitais de equipamento de ponta e de unidades de referência, onde os profissionais de saúde gostem de trabalhar. A criação do Centro Oncológico referido contribuirá para isso, tal como a construção de um novo hospital na região, mas há diversas outras candidaturas a financiamento a decorrer, algumas das quais em fase final, que vão permitir caminhar nesse sentido.

Outra das frentes em que a administrador diz estar a trabalhar é em contribuir para criar condições práticas para que os profissionais de saúde escolham a região, como a disponibilização de habitação e a criação de uma creche, no barlavento, onde possam colocar os seus filhos.

As Conferências do Território 2022/2032: uma visão para o Futuro foram promovidas pela empresa Territórios Criativas, decorreram na sexta-feira, no auditório do Museu de Portimão e contaram com a participação de responsáveis por vários setores, como, entre outros, o Turismo, a Saúde, os Transportes, a Cultura e o Ensino Superior.

LEIA TAMBÉM:

A EMARP está a contratar

Câmara de Lagoa vai comprar o Centro de Congressos do Arade

Festival da Sardinha regressa a Portimão

(Visited 567 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub
pub