Bombeiros de Portimão saíram à rua para festejar mais um aniversário (com VÍDEO)

Assista aqui ao vídeo

A festa dos 96 anos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão decorreu no dia 27 de novembro.

Começou na zona ribeirinha com um grande desfile pelos elementos que fazem parte daquela corporação e seguiu para o Museu de Portimão. 

Aí alguns dos momentos mais emocionantes e aplaudidos foram os de entrega de galardões aos ‘soldados da paz’ que celebraram 5, 10, 25, 30, 35 e 45 anos de dedicação à causa, em especial a um dos fundadores da fanfarra, Nuno Silva, que recentemente passou ao quadro de honra, a quem foi atribuído o Crachá de Cidadania e Mérito.

Seguiu-se uma singela homenagem, por parte da Câmara, à atividade desenvolvida pela associação de bombeiros ao longo de toda a sua existência, mas, em especial, durante os anos mais complicados da pandemia.

A presidente da autarquia, Isilda Gomes, garantiu que as pessoas que abraçam aquela atividade “são o expoente máximo da solidariedade, representam aquilo que de mais nobre existe”. Por isso, garantiu que enquanto estiver no cargo vai continuar a investir para que os bombeiros portimonenses tenham as melhores condições possíveis.

Isilda Gomes anunciou, também, que propôs, no Comité das Regiões, a realização em Portimão, em 2024, de uma grande conferência internacional sobre Proteção Civil, no decorrer da qual seja exibido o que de bom tem sido feito no concelho, a este nível.

O comandante da corporação, José Sousa, elogiou o trabalho que, com profissionalismo e sacrifício, é diariamente é feito pelos homens e mulheres que dirige, que “anualmente dão resposta a mais de 10 mil ocorrências”.

No mesmo registo foi a intervenção de Mário Costa, enquanto representante da Federação dos Bombeiros do Algarve e da Liga dos Bombeiros, que elencou alguns dos problemas que os bombeiros enfrentam para cumprir as suas funções, sendo “o melhor reconhecimento que levam para casa o sorriso de agradecimento do familiar de alguém que socorreram”.

Outro dos intervenientes na sessão foi o Comandante Operacional Distrital do Algarve, Richard Marques, que até há pouco tempo exerceu as funções de principal responsável pela corporação portimonense. Sendo os bombeiros “os principais protagonistas na frente da proteção e socorro”, garantiu que uma das suas prioridades no novo cargo tem sido a de desenvolver ações de formação para que tenham cada vez mais condições técnicas e operacionais para responder a todas as ocorrências a que são chamados.

Da parte do presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão, João Nuno Mergulhão, veio o agradecimento à Câmara pelo apoio que tem sido prestado e a reivindicação para que, a nível nacional, seja adotado um modelo de financiamento às associações, para que os seus dirigentes possam saber com o que contam.

João Nuno Mergulhão defendeu, ainda, que aos bombeiros que dependem daquelas associações sejam dadas mais condições e “uma carreira condigna, com as mesmas regalias dos bombeiros das corporações que dependem das câmaras”.

Foram os seguintes os bombeiros agraciados com medalhas, durante esta sessão:

– Crachá de Cidadania e Mérito, 45 anos de serviço: Nuno Silva.

– Crachá de Ouro, 35 anos de serviço: Carlos António e Paulo Baptista.

– Medalha de Dedicação e Altruísmo, 30 anos de serviço: Nuno Ribeiro e Luís Santos.

– Grau Ouro, Dedicação – 25 anos de assiduidade – 3 estrelas: José Sousa; Nelson Águas e Sandra Duarte.

– Grau Prata, 10 anos de assiduidade: André Águas e Polyanna Silva.

– Grau Cobre, 5 anos de assiduidade: Vera Baptista; Cláudia Neves; Thayrine Gomes; Márcio Martins e Ricardo Louro.

LEIA TAMBÉM:

Viaduto vai eliminar passagem de nível de Portimão (com VÍDEO)

Vai ser assim o Natal em Portimão

A ascensão e queda de um jornal algarvio (com VÍDEO)

(Visited 191 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev