Detenção no final da operação de remoção de barcos

A Polícia Marítima (PM) procedeu a uma detenção, no decorrer da fase final da operação de retirada das embarcações varadas e fundeadas no Recovo da Culatra.

Trata-se de um homem, de nacionalidade estrangeira, de 70 anos de idade, responsável por um dos barcos em causa. Segundo nota da PM, resistiu à execução da remoção, ameaçando os agentes da Polícia Marítima. Para além disso, na sua posse, foram encontradas armas brancas proibidas.

Ao longo desta Quinta-feira (21 de Abril) foi efectuado o reboque de sete embarcações. As duas restantes, face ao estado degradado e por motivos de segurança, serão retiradas futuramente.

Esta operação de remoção dos barcos foi o culminar de um projecto que arrancou em Fevereiro do ano passado. Desde essa altura, foram retiradas mais de 90 embarcações e 300 toneladas de lixo do local, onde apenas permaneciam nove embarcações com providências cautelares interpostas. Decididas as providências cautelares e após concedido prazo para remoção voluntária das embarcações pelos proprietários, a Polícia Militar impôs a remoção coerciva, realizada esta Quinta-feira.

Leia também:

Embarcação francesa rebocada por salva-vidas

Câmara algarvia admite seis trabalhadores

Freguesia abre concurso para assistente técnico

Câmara de Faro contrata 13 assistentes operacionais para as escolas




Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 327 times, 1 visits today)
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

pub
pub

pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.