PSD ‘atira-se’ à Câmara de Loulé

pub

O Partido Social Democrata (PSD) de Loulé acusa a Câmara local, de maioria socialista, de revelar “incapacidade em realizar eventos originais e inovadores”.

Em causa está o “Loulé Summer”, que aquele partido considera nada mais ser do que “um punhado de eventos descontextualizados uns dos outros, numa ânsia de querer mostrar capacidade de dinamismo que, manifestamente, não existe”.

A Câmara, diz a concelhia local do PSD/Loulé, em comunicado, fez “uma certa apropriação cultural do que, em bom rigor, não é feito” por si. Dá como exemplo, o espectáculo de Tony Carreira, que foi promovido por entidades privadas.

Uma outra decisão da autarquia que esta estrutura condena é “a recente destruição de duas oliveiras, a pretexto da montagem do palco para os HMB, no renovado Largo D. Afonso III, paredes meias com a zona história”, situação que se afigura como de “uma enorme falta de sensibilidade ambiental”.

Os social-democratas louletanos lembram que, no passado, aquando da renovação da Praça da República, os então dirigentes socialistas “foram os principais dinamizadores de uma campanha contra o abate de árvores” que, naquele caso, “estavam caducas e a necessitar de substituição”.

Na altura, “o PS instigava as pessoas a abraçarem as árvores”. Agora que estão no poder, acusa o PSD, o que fazem é dar “um abraço de urso que leva a destruição de árvores novas em pleno centro da cidade, simplesmente para um concerto”.

Leia também: 

Rota do Petisco de Portimão dá descontos no comércio tradicional

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 155 times, 1 visits today)
pub

pub

pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.