O Estado da Nação Portimonense

A melhoria da situação financeira foi a principal ‘arma’ levada pela presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, para a sessão extraordinária da Assembleia Municipal, realizada na Quarta-feira, onde se fez o balanço do Estado do Município.

Para a autarca, esse estado é hoje bem mais positivo do que quando chegou ao poder. O problema do gigantesco passivo herdado foi ‘atacado’,o que permitiu baixar a dívida em vários milhões de euros. Com a chegada de dinheiro fresco resultante da candidatura ao Fundo de Apoio Municipal, na prática, converteu-se dívida já vencida em dívida de longo prazo, pelo que a autarquia entrou em “situação de normalidade”.

Isilda Gomes assumiu que a situação financeira grave que encontrou é resultado de “erros do passado” cometidos pelo seu partido, mas rejeitou responsabilidades pessoais por eles. E, para tentar mostrar que são injustas as críticas que, a esse nível, lhe fazem, entre os muitos gráficos e números apresentados, exibiu um que indica os valores da dívida da autarquia, ao longo dos anos. A autarca fez questão de, através deles, indicar que quando saiu do cargo de vereadora e, mais tarde, de presidente da Assembleia Municipal, as verbas eram muito mais baixas do que aquelas que encontrou quando regressou, na condição de presidente da Câmara.

Mas se para Isilda Gomes o copo está meio cheio, para a maior parte da oposição está meio vazio. Nas diversas intervenções, vários deputados municipais fizeram questão de colocar em cima da mesa um vasto rol de problemas que afectam o concelho, ao nível de vias de comunicação, espaços verdes, investimento, apoio social e saúde.

Uma das bancadas mais críticas foi a da coligação Servir Portimão, que levou para a sessão o programa eleitoral apresentado há 3 anos pelo PS. Uma a uma, foi verificar todas as propostas e chegou à conclusão que cerca de 75% não foram cumpridas.

Na resposta, Isilda Gomes assumiu que algumas das medidas ainda vão ter concretização, ao longo do que falta cumprir do mandato. Para além disso, e apesar dos constrangimentos encontrados, garantiu que implementou muitas outras medidas que não estavam no programa eleitoral as quais, na sua opinião, compensam largamente as que não passaram do papel.

Leia também: 

Posição de força pela recuperação do Convento de S. Francisco

Autódromo do Algarve pode vir a acolher ninho de empresas

Isilda Gomes antecipa alterações no modelo de gestão dos hospitais algarvios

Subscreva a nossa Newsletter 

(Visited 227 times, 1 visits today)
pub
pub
pub

pub

pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.