Políticos de Olhão unidos na luta pela requalificação total da EN 125

pub
pub

A Assembleia Municipal de Olhão aprovou, por unanimidade, a moção “Por um Algarve livre da tragédia das portagens e pela requalificação total e adequada da EN 125”, apresentada pelas deputadas municipais do Bloco de Esquerda.

No documento é referido que “o número de acidentes, feridos graves e vítimas mortais continuam a suceder-se na Estrada Nacional 125 e não mostra sinais de abrandamento”, sucedendo-se os acidentes de viação “a um ritmo alucinante”.

De acordo com os últimos dados fornecidos pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), refere-se, “entre 1 de Janeiro e 7 de Março do corrente ano, foram registados nas estradas do Algarve 1.489 acidentes, com 8 mortes e 31 feridos graves, mais 28 acidentes, mais 1 vítima mortal e mais 11 feridos graves do que em igual período do ano anterior”.

Uma situação grave, tendo em conta que no ano passado, a região já tinha alcançado “mais um recorde bastante negro, em termos de sinistralidade rodoviária, ultrapassando mais uma vez a fasquia de 10.000 acidentes”.

Acresce a isto o facto de na EN 125, entre Olhão Nascente e Vila Real de Santo António ser o estado do piso ser”péssimo”, encontrando-se “esburacado, cheio de cruzamentos e sem bermas de segurança”, o que “tem potenciado os acidentes rodoviários”.

Em face de estes e outros argumentos e constatações, os deputados municipais de Olhão exigem a “eliminação, com urgência, das portagens na Via do Infante/A22” e a “requalificação urgente da EN125, entre Olhão Nascente e Vila Real de Santo António”.

  Leia também:

Câmara algarvia quer contratar 81 pessoas

Relacionamento do clube com a SAD divide candidatos à presidência do Portimonense

PJ detém suspeito de violação

(Visited 73 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.