As surpreendentes e doces obras de arte de Ana Remígio

Integrada na Mostra do Doce Conventual, que decorre até domingo, no Convento de São José, em Lagoa, pode ser apreciada uma supreendente exposição de obras de arte feitas… em doce.

Muitas das peças participaram em concursos internacionais e deram à sua autora, Ana Remígio, um total de 25 medalhas de ouro.

Artigo relacionado: Lagoa transforma-se na montra da doçaria conventual do país

Tudo o que está nesta exposição é comestível?

Por fora, sim, por dentro, a base de algumas peças é em esferovite. Isto porque já têm vários anos e não quis correr o risco de se desfazerem. As que levei a competição também têm esferovite no interior, de forma a poder viajar com elas. Mas tudo o que aqui está pode ser feito e, em muitos caso foi feito, integralmente, em bolo.

Estas peças foram feitas especificamente para competição e exibição?

Foram produzidas para competições e colaborações internacionais, a partir de convites que recebi. Comecei a participar em concursos internacionais há cerca de três anos, e tenho ido a Inglaterra, Alemanha e Irlanda. Há muitos outros concursos, a nível internacional, mas, por enquanto, estou limitada aos que se realizam em países mais próximos de Portugal porque isto tem custos e não tenho grandes apoios ou patrocínios, sai tudo do meu bolso.

Mesmo assim já tem muitos prémios?

Sim. Em três anos já consegui 25 medalhas de ouro, para além de vários segundos e terceiros lugares.

O tema das peças é você que escolhe ou depende dos concursos?

Há alguns concursos que têm temáticas específicas, mas, normalmente, sou eu que escolho, gosto muito de temas relacionados com o fantástico, é a minha paixão.

Também faz este tipo de peças para vender?

Atualmente, não aceito encomendas porque as pessoas não têm a noção das horas que gasto para fazer um bolo destes, para além das que perco, previamente, a estudar a estrutura necessária para que a peça ‘fique de pé’, pelo que acabo por não conseguir cobrar por elas o valor justo desse trabalho.

Em média, quanto tempo leva a fazer uma peça destas?

Em muitos casos, um ou dois dias, mas há algumas que podem demorar uma semana ou mais. Uma das que aqui estão, a dos dragões, foi a que levou mais tempo a ser construída, cerca de 100 horas.

ESTAS SÃO ALGUMAS DAS MUITAS PEÇAS DE ANA BRIGIDO EM EXPOSIÇÃO EM LAGOA:

 

 

 

LEIA TAMBÉM:

Horários do comércio tradicional precisam de alterações

Uma centena de trotinetas elétricas a caminho de Portimão

Hotel de 120 quartos previsto para o Rossio da Trindade

 

(Visited 380 times, 1 visits today)
pub
pub
pub
pub
ViladoBispo_Banner_Fev
pub